Giro do Vale / Geral

Superlua Rosa poderá ser vista de hoje até quinta-feira

Lua fica na distância mais próxima em relação à Terra no ano todo combinada a fase da Lua Cheia

Foto: Divulgação

Um fenômeno astronômico chamado Superlua Rosa poderá ser visto no céu entre a noite desta terça-feira, dia 7, e a de quinta-feira, dia 9, marcando a maior Superlua deste ano.

Isso acontece porque às 15h08min do horário de Brasília desta terça, a Lua ficou na distância mais próxima em relação à Terra no ano todo. São 356.907 km de distância em relação ao nosso planeta. Cerca de 8 horas e 35 minutos depois, às 23h35min, ainda teremos a Lua ficando cheia.

Superlua não é um termo usado por astrônomos. Na verdade, esse é um termo usado para indicar o momento em que a Lua em sua fase cheia ou nova está no ponto mais próximo do nosso planeta em sua órbita elíptica. Como este ponto é chamado de perigeu, se você quiser mostrar conhecimento científico hoje à noite, não diga Superlua, diga que a Lua está em sizígia perigeu.

O fenômeno contrário também existe. Quando a Lua está em seu apogeu, ou seja, o ponto mais distante da Terra em sua órbita elíptica, ocorre a chamada Microlua.

Apesar da Superlua ser um momento passageiro, quase instantâneo, a Lua cheia de terça até quinta terá seu brilho “potencializado” e parecerá ainda maior.

O fenômeno também mexe com as marés. Movimentos de alta e baixa serão mais intensos que o normal. Chuvas e tempestades no litoral também podem ficar mais intensas.

Outro detalhe que é bom notar é que a Superlua Rosa não é cor-de-rosa. Ela recebe este nome porque o fenômeno coincide com o desabrochar da flor rosa Phlox subulata, que marca a primavera na América do Norte.

Para observar esta Superlua, é recomendável estar em lugares altos e com o horizonte livre. Basta olhar em direção ao leste, desde o pôr do Sol.

UOL

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Sol predomina em todo o Estado, mas amanhecer será de muito frio em diversas regiões

Droga seria transportada até Novo Hamburgo

Denúncia feita pelo WhatsApp da BM levou a polícia até o endereço onde a mulher estava

Mãe de Rafael Mateus Winques, 11 anos, confessou ter matado o filho