Giro do Vale / Destaque

Casal é encontrado em situação de escravidão, em Venâncio Aires

Eles relataram aos policiais que recebiam apenas R$ 10 por semana

Foto: Divulgação

Um casal foi encontrado vivendo em condições sub-humanas, semelhante à escravidão, em uma propriedade rural na localidade de Linha Rincão de Souza, no interior de Venâncio Aires. A ação ocorreu nesta quinta-feira, dia 28, após a Brigada Militar receber uma denúncia.

A mulher, de 39 anos, e seu companheiro, de 29 anos, relataram aos policiais que trabalhavam há seis anos na propriedade e que o único valor que recebiam seria a quantia de R$ 10 por semana, por todo o trabalho que desempenhavam na lavoura, como o trato do tabaco, gado, roçada, corte de lenha e outros serviços.

De acordo com os policiais, o proprietário do local ainda estava com o cartão de Benefício de Prestação Continuada (BPC) e documentos diversos que pertenciam à mulher. Além disso, era ele quem recebia o valor mensal e repassava apenas pequena quantidade diária de mantimentos. A mulher ainda relatou que ela e o companheiro não recebiam materiais de limpeza e higiene.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao dono da propriedade, que tem 52 anos. Ele foi encaminhado com as vítimas à Delegacia de Polícia Federal de Santa Cruz do Sul, onde foi formalizada a prisão em flagrante. Após o registro, a Brigada Militar conduziu o casal para um local seguro e com condições dignas, onde os dois passarão a receber os cuidados da assistência social do Município de Venâncio Aires.

Comentários

  1. Fernando Luis Ferreira disse:

    Como pode ter pessoas assim,
    Ainda mais na cituacão q o brasileiro se encontra podemos estar vivo hj e amanhã já não estar mais aqui e não levaremos nada mesmo devemos um ajudar outro diante da cituacão q estamos vivendo.

  2. Toquinho disse:

    O NOME desse cretino? Se é um funcionário de uma fazenda que rouba uma galinha, teria até foto no jornal.

Publicidade

Últimas Notícias

Em um comunicado pelo Facebook Edmilson Busatto, que está de férias, anunciou que está internado na cidade de Sobral no Ceará

Instabilidade mais forte deve atingir a Metade Oeste do Estado

Medida será tomada após 57 meses de vencimentos parcelados

Modelo de Distanciamento Controlado apresenta o pior momento da pandemia no Estado