Giro do Vale / Geral

JBS doará R$ 21,7 milhões para o combate ao coronavírus no Rio Grande do Sul

Recursos serão destinados à compra de equipamentos para a área de saúde do Estado e municípios

Foto: Divulgação

A companhia de frigoríficos JBS vai doar R$ 21,7 milhões para o combate ao coronavírus no Rio Grande do Sul. Os recursos serão destinados a ações de saúde pública, social e apoio à ciência, viabilizando a construção de hospitais modulares (permanentes), compra de equipamentos de proteção individual (EPIs), equipamentos de saúde, cestas básicas e de higiene e limpeza, entre outros. 

As doações serão destinadas ao Estado (R$ 10 milhões) e a 11 cidades gaúchas (R$ 11,7 milhões), beneficiando direta ou indiretamente uma população de quase três milhões de pessoas. Todas as iniciativas serão auditadas pela consultoria Grant Thornton, que abriu mão de seus honorários para contribuir com o programa social.

As doações para o Rio Grande do Sul integram um esforço nacional da JBS de combate à covid-19. Ao todo, a empresa vai doar R$ 400 milhões a 17 unidades da federação e 162 cidades. Para além das parcerias com o setor público, o plano de doações inclui a doação de R$ 20 milhões a 50 organizações sociais sem fins lucrativos com trabalhos específicos de assistência à população carente e vulnerável e a destinação de R$ 50 milhões a entidades de pesquisa e tecnologia no país com foco em estudos na área de saúde.

Giro do Vale

Comentários

  1. Arivaldo Lins disse:

    Arivaldo Lins disse:
    23 de maio de 2020 às 09:00
    ISSO SIM…É FAKE!!
    Tá DOANDO NADA NÃO!
    Só está devolvendo para o dono(povo).. umas migalhas do TANTOS TRILHÕES QUE ROUBARAM e tiraram do SANGUE de TODOS da PATRIA BRASIL!! Que Se esclareça melhor a MEMÓRIA de nosso POVO!!

Publicidade

Últimas Notícias

Ao todo, R$ 428,2 serão disponibilizados para beneficiários do programa com final 6 do Número de Identificação Social (NIS)

Máximas devem ficar na casa dos 30°C em boa parte do Estado

Pepê marcou o único gol na vitória do Tricolor, que agora divide com o rival a liderança do grupo E da competição

Com ele foi encontrada quantidade de crack, cocaína, maconha, e dinheiro