Giro do Vale / Destaque / Economia / Lajeado

Recurso é negado, e BRF de Lajeado terá que fechar por 15 dias

Desembargadora expediu a decisão na tarde deste sábado, dia 9

Foto: Divulgação

A BRF de Lajeado terá que acatar a decisão judicial que pede a paralisação das atividades produtivas pelo período de 15 dias. A empresa apresentou recurso tentando reverter a decisão, mas na tarde deste sábado, dia 9, a desembargadora Laura Louzada Jacottet, do Tribunal de Justiça (TJ) de Porto Alere, manteve a decisão da juíza Carmen Luiza Rosa Constante Barghouti, de Lajeado.

Durante o período em que paralisará as atividades, a empresa deverá realizar higienizar toda a planta industrial de acordo com as orientações de órgãos de vigilância sanitária, bem como realizar o monitoramento dos funcionários. Quando retornar as atividades, precisar seguir um protocolo de retomada gradual conforme plano de segurança estabelecido.

Nesta semana a Justiça também decidiu que a planta de Lajeado da Companhia Minuano de Alimentos trabalhe com apenas 50% de seus funcionários e proporcione testagem de coronavírus para todos.

Giro do Vale

Comentários

  1. Anônimo disse:

    Preferia ir trabalhar do que ficar em casa. Acham q esse pessoaç todo vai ficar em casa. Acho q ñ aí q vai ter aglomeração. Trabalho lá e não gostei mas fazer o q né. Tem q se cumprir.

Publicidade

Últimas Notícias

recomenda suspensão de vacinação com Oxford/AstraZeneca em grávidas no RS

A colisão entre dois veículos ocorreu no Km 444 da rodovia, em Canoas

Curso não iniciou no prazo prometido e empresa não atende o telefone

Aeronave com o imunizante contra a Covid-19 aterrissou às 19h45min desta segunda-feira, no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre