Giro do Vale / Geral

Termina quarta-feira prazo para regularizar situação eleitoral

Serviço pode ser feito de maneira remota em função das medidas de restrição da pandemia

Foto: Divulgação

Os eleitores têm até esta quarta-feira, dia 6, para regularizar a sua situação na Justiça Eleitoral e, assim, poderem participar das eleições municipais deste ano. Em função das medidas de restrição pela pandemia, o atendimento é feito pela internet por meio do serviço de sistema remoto.

O cidadão poderá requerer, por meio da internet, alguns procedimentos. Estão disponíveis serviços como primeira via do título, mudança de município (transferência), alteração de dados pessoais, alteração de local de votação por justificada necessidade de facilitação de mobilidade ou revisão para a regularização de inscrição cancelada.

Como funciona

Para ser atendido, o eleitor deve preencher o formulário de pré-atendimento no sistema Título Net. Em seguida, devem ser anexados os documentos necessários à conclusão de seu atendimento, de acordo com a situação. O sistema está programado para exigir, com obrigatoriedade, documento de identidade, comprovante de residência e fotografia no estilo selfie do requerente. A imagem dos documentos deve contemplar frente e verso (caso da identidade), ou o suficiente para preencher a obrigação (frente do comprovante de residência). O andamento do pedido pode ser visualizado pelo eleitor em “acompanhar requerimento”, recurso disponível pela ferramenta.

Caso seja necessário entrar em contato com a Justiça Eleitoral, os servidores dos cartórios estão atendendo remotamente pelo telefone celular e email, de segunda a sexta-feira, das 12h às 19h. Os números podem ser encontrados na página do TRE-RS

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Estado pode recorrer e deve analisar decisão nesta quinta-feira

No Vale do Taquari a temperatura deve variar entre 19ºC e 28ºC

Vítima fata é um homem de 41 anos que dirigia um dos veículos de carga envolvido na colisão

Serão beneficiados 3,6 milhões nascidos em agosto e outros 1,6 milhão que fazem parte do Bolsa Família, com número final 3 do NIS