Giro do Vale / Destaque / Política

Celso de Mello arquiva pedido de apreensão dos celulares de Bolsonaro e filho

Solicitação havia sido feita por partidos no desdobramento do inquérito que apura suposta intervenção do presidente na Polícia Federal

Foto: Carlos Moura / SCO / STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello arquivou nesta segunda-feira (1°) o pedido para apreender os celulares do presidente Jair Bolsonaro e de um de seus filhos, o vereador Carlos Bolsonaro. Na decisão, o magistrado ressaltou a importância do STF no que chamou de “singular momento, em que o Brasil enfrenta gravíssimos desafios”. 

O pedido da apreensão dos aparelhos havia sido feito por PDT, PSB e PV, como tentativa de desdobrar a investigação que analisa a suposta interferência do presidente na Polícia Federal (PF). O ministro do STF enviou o pedido para avaliação da Procuradora-Geral da República (PGR) no dia 22 de maio.

A possibilidade de apreensão dos celulares gerou forte reação do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno. Em nota, o general da reserva afirmou que isso poderia gerar “consequências imprevisíveis” para a estabilidade nacional. 

O procurador-geral da República, Augusto Aras, se manifestou contra a medida. Ele disse que cabe à PGR pedir a abertura de inquérito e de diligências, e não cabe intervenção de terceiros, como no caso dos partidos.

Na decisão de arquivar o pedido de apreensão, Celso de Mello reforçou que o STF não renunciará ao desempenho “isento e impessoal da jurisdição”. 

“Torna-se essencial reafirmar, desde logo, neste singular momento em que o Brasil enfrenta gravíssimos desafios, que o Supremo Tribunal Federal, atento à sua alta responsabilidade institucional, não transigirá nem renunciará ao desempenho isento e impessoal da jurisdição, fazendo sempre prevalecer os valores fundantes da ordem democrática e prestando incondicional reverência ao primado da Constituição, ao império das leis e à superioridade político-jurídica das ideias que informam e que animam o espírito da República”, disse o decano do STF. 

GaúchaZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Prisão ocorreu instantes depois de terem feito uma idosa de 80 anos de vítima

Ambos possuem extensa ficha criminal por furtos em veículos

Colorado entra em campo às 19h15min, no estádio Hernando Siles