Giro do Vale / Destaque / Educação

Leite descarta retorno às escolas em julho e faz nova previsão para agosto

Governo do RS deverá apresentar detalhamento sobre a nova organização do calendário escolar presencial na próxima segunda-feira

Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Contrariando as projeções já apresentadas para o retorno presencial às escolas, o governador Eduardo Leite anunciou, nesta quinta-feira, que a segunda etapa do planejamento do calendário escolar da rede de ensino só deverá ocorrer no mês de agosto – e não em julho como estava previsto. A nova data, que levou em consideração o atual cenário epidemiológico de coronavírus no Estado, é válida para estudantes da rede pública e privada de ensino, além das universidades e cursos técnicos do Rio Grande do Sul. O detalhamento do retorno às escolas deverá ser apresentado na próxima segunda-feira em uma nova videoconferência.

“Nós projetávamos o retorno para o início de julho e isso, evidentemente, já não acontecerá. O mais provável é o retorno para o mês de agosto e por etapas”, esclareceu o governador.

Em videoconferência, Leite destacou que apenas metade dos estudantes gaúchos da rede pública se cadastraram na plataforma “Google for Education” – usada para conectar professores a alunos. Estes desafios, segundo o chefe do Estado, estão sendo solucionados em cooperação com a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e as coordenadorias regionais de ensino.

Outro ponto colocado pelo governador para justificar o recuo no calendário escolar presencial é a concentração de pacientes com doenças respiratórias nos hospitais que geralmente ocorre em julho. A demanda esperada para este período, segundo Leite, sobrecarregaria àquela já provocada pela pandemia.

Para auxiliar em um novo planejamento de volta às escolas, a Seduc vai abrir uma consulta pública, na próxima semana, para coletar análises de cerca de 3 mil entidades ligadas à educação e assistência social do RS. O formulário digital será entregue às coordenadorias, conselhos tutelares e entidades ligadas à rede de ensino privada. 

Já o retorno das aulas práticas em laboratórios no ensino universitário, previsto para julho, não terá nenhuma alteração nos protocolos apresentados pelo governo em maio.

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Prefeitos, secretários e assessores de cidades atingidas estiveram reunidos nesta manhã

Bombeiros não conseguiram chegar ao local em função da cheia do Rio Taquari

Treinos com contato físico voltam na próxima segunda

Até o momento, mais de 5,3 milhões de trabalhadores já se cadastraram nessa modalidade