Giro do Vale / Geral

RS tem alerta de ciclone extratropical

Fenômeno deve atingir o Estado na terça-feira

Foto: Juliano Beppler da Silva / Giro do Vale / Arquivo

O sol não deve brilhar tão cedo sobre o Rio Grande do Sul. De acordo com a Somar Meteorologia, o tempo chuvoso vai predominar no Estado até a próxima quinta-feira, dia 9, quando a chuva dá lugar a uma massa de ar polar, que promete derrubar as temperaturas mais uma vez. 

Nesta segunda, dia 6, os maiores volumes de chuva são esperados na Serra e no Litoral Norte. Há a chance de temporais, com possibilidade de rajadas de vento de mais de 50 km/h no Litoral. No Norte, pode haver até queda de granizo. Enquanto isso, a temperatura varia entre 10°C e 16°C na maior parte do território gaúcho. O frio mais intenso é esperado em Bagé, com mínima prevista de 4°C.

Após o ciclone-bomba na última semana, o Rio Grande do Sul tem novamente um alerta, agora de um ciclone extratropical, esperado para a terça-feira, dia 7. É o resultado de uma área de baixa pressão formada sobre o sul do Paraguai, que deve se deslocar pelo Estado. No dia, são esperados grandes volumes de chuva para a metade norte, além de vento de mais de 80 km/h. Há possibilidade de granizo outra vez.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta para regiões do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, incluindo Campanha, Vale do Itajai, Campos de Cima da Serra, Planalto Médio, Missões, Alto Uruguai e Litoral. Há risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos.

Já na quarta-feira, dia 8, o ciclone deve se deslocar para o oceano, levando a chuva forte e rajadas de vento para toda a faixa leste e sul do Estado. Apenas na quinta-feira o tempo firme deve retornar.

GaúchaZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Mãe da criança pediu medidas protetivas contra o agressor

Serão cinco sorteios, e vários prêmios em dinheiro até o final do ano, além de uma moto 0 Km

Danos podem chegar a entre três bilhões e cinco bilhões de dólares, afirmou o governador Marwan Abbud