Giro do Vale / Destaque / Geral

Amvat entrará na justiça contra decisão de bandeira vermelha para a região

Os chefes do Executivo decidiram ingressar com uma ação coletiva, na Vara da Fazenda Pública

Celso Kaplan, presidente da Amvat | Foto: Reprodução

Os prefeitos da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat) reuniram-se em videoconferência, na noite da segunda-feira, dia 3, após o anúncio do Governo do Estado de que a região permanece em bandeira vermelha, conforme classificação do sistema de bandeiras do Estado, para controle e disseminação do coronavírus.

Os chefes do Executivo decidiram ingressar com uma ação coletiva, na Vara da Fazenda Pública, em Lajeado, questionando a decisão do Estado, já que, no último sábado, a região enviou um documento ao Governo, em que apresenta dados concretos que não determinariam a bandeira vermelha para o Vale.

Além da ação coletiva, nesta terça-feira pela manhã, o presidente da Amvat e prefeito de Imigrante, Celso Kaplan, demais presidentes de associações regionais e a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), terão uma videoconferência com o secretário de Articulação e Apoio aos Municípios, Agostinho Meirelles, para tratar da proposta de distanciamento controlado do Governo do Estado. Os prefeitos pedem, também, a presença do governador, Eduardo Leite, na reunião.

“Não podemos aceitar essa classificação. Já sofremos demais com a seca, pandemia e enchente. Acreditamos que este modelo de distanciamento do Estado precisa ser refeito”, destacou o presidente da Amvat, Celso Kaplan.

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Conforme a vítima, o autor dos disparos estaria em um veículo Cobalt de cor escura

Valor será disponibilizado em poupança gratuita e vai poder ser utilizado pelo app Caixa Tem

O sol predomina no RS no último dia do Inverno, com longos período de céu claro

Tricolor teve maior posse de bola, sofreu gol em contra-ataque e Ferreira definiu 1 a 1 nos acréscimos