Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter faz grande primeiro tempo, vence o Botafogo e mantém liderança no Brasileirão

Colorado construiu triunfo por 2 a 0, com gols de Thiago Galhardo e Boschilia

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Ao fazer um grande primeiro tempo, o Inter venceu o Botafogo por 2 a 0 na tarde deste sábado, em jogo realizado no estádio Engenhão. Jogando um bom futebol, o Colorado assegurou a manutenção da liderança do Campeonato Brasileiro com gols de Thiago Galhardo e Boschilia, ambos na etapa inicial.  

Com a vitória de hoje, o Inter chegou aos 15 pontos no Brasileirão e abre uma certa diferença na parte de cima da tabela. Já o Botafogo permanece com seis, na 11ª colocação. O próximo compromisso do Colorado será contra o Palmeiras, em São Paulo, na quarta-feira. A equipe carioca medirá forças com o Coritiba, também no mesmo dia. 

Galhardo e Boschilia brilham 

A tarde carioca começou com mais ares de Beira-Rio do que de Nilton Santos. Diante de um adversário descaracterizado, o Inter tomou as iniciativas e foi para cima do Botafogo assim que a bola rolou. A pressão inicial quase deu certo com Botafogo, logo aos 3, quando D’Alessandro apareceu para concluir após rebatida do goleiro Gatito Fernández. Mas o gringo, que voltava a ser titular após um mês, botou para fora. Mal deu tempo de lamentar. Dois minutos depois, Moisés cruzou na medida para Thiago Galhardo cabecear para o fundo das redes. 

Apesar de ainda melhor, o Inter viu o Botafogo tentar uma reação, aos 14, após desvio de Pedro Raul na área, Matheus Babi tentou completar de carrinho e mandou por cima da meta defendida por Marcelo Lomba. Aos poucos, o time carioca foi crescendo, porém quase no contragolpe de uma boa chance do Botafogo, o Inter ampliou, aos 28: Thiago Galhardo recuperou a bola na intermediária de ataque e pifou Boschilia, que, livre, fez o 2 a 0.

O Botafogo chegou a descontar com Matheus Babi, completando uma boa subida ao ataque. Só que aí o VAR apareeu e flagrou impedimento de Rhuan no começo do lance. Ainda antes do juiz apitar, Galhardo só não fez mais um, porque Gatito saiu na hora certa para fechar o ângulo do atacante colorado.

Jogo inteligente, adversário controlado 

A segunda etapa de Botafogo e Inter foi totalmente diferente da primeira. Adotando uma postura mais comedida, o Colorado optou por deixar a bola com os donos da casa e administrar o resultado desde o primeiro minuto do segundo tempo. 

O Botafogo, mesmo sendo dono das ações, não assustou muito porque o jogo do Inter não permitia. Sempre que se sentia muito pressionado, a equipe colorada adiantava as linhas e forçava o erro do adversário. Em má jornada, a Estrela Solitária parecia não ter forças para simplesmente chegar ao gol de Lomba. 

O Inter seguiu atuando de forma inteligente, preservando a posse de bola sempre que possível e esperando a hora certa de dar o “bote”. A partida ganhou mais movimentação a partir dos 19 minutos, quando um segundo gol do Botafogo foi anulado. Bruno Nazário pegou um cruzamento vindo da direita e tocou na saída do goleiro. O lance, porém foi anulado pela arbitragem, que viu segundos antes do tento uma falta de Babi em cima de Patrick. 

Para os comandados de Coudet, o lance foi um sinal para acordar e se impor mais. A partir daí, Coudet decidiu mexer na equipe retirando D’Alessandro para a entrada de Musto. E mais tarde, com a entrada de Marcos Guilherme na vaga de Patrick. 

O controle do meio-campo do Inter, que já acontecia, ficou ainda mais evidente e agora com uma opção de velocidade. Aos 43 minutos, quase que a vitória vira uma goleada. Após um bom tabelamento entre Edenilson e Thiago Galhardo, o meia-atacante disparou pela direita e cruzou. Marcos Guilherme fez o toque para uma meta sem goleiro, mas a bola subiu, desviada pela intervenção da defesa botafoguense. 

A última chance do Botafogo nasceu em uma bola parada. Barcellos cobrou uma falta com efeito e obrigou Lomba a fazer uma grande defesa. A intervenção do goleiro do Inter encerrou uma atuação inteligente da equipe gaúcha, que fez o suficiente para vencer fora de casa e garantir mais uma rodada na liderança do Brasileirão. 

Campeonato Brasileiro – 6ª rodada

Botafogo 0
Gatito Fernández; Marcelo Benevenuto, Kanu e Rafael Foster (Luiz Otávio); Barrandeguy, Caio Alexandre (Bruno Nazário), Guilherme Santos, Rhuan (Cícero) e Danilo Barcelos; Pedro Raul (Davi Araújo) e Matheus Babi. Técnico: Paulo Autuori.

Inter 2 
Marcelo Lomba; Saravia, Zé Gabriel (Rodrigo Moledo), Cuesta e Moisés; Rodrigo Lindoso Edenilson, Boschilia, Patrick (Marcos Guilherme) e D’Alessandro (Musto); Thiago Gualhardo. Técnico: Eduardo Coudet.

Gols: Thiago Galhardo, aos 5/1º; Boschilia, aos 27/1º.  
Cartões Amarelos: Caio Alexandre, Pedro Raul e Matheus Babi e D’alessandro.
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP).
Local: Engenhão, no Rio.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Prisão ocorreu instantes depois de terem feito uma idosa de 80 anos de vítima

Ambos possuem extensa ficha criminal por furtos em veículos

Colorado entra em campo às 19h15min, no estádio Hernando Siles