Giro do Vale / Destaque / Política

Segundo o Datafolha, aprovação de Bolsonaro cresce e é a melhor desde o começo do mandato

Taxa de rejeição apresentou queda acentuada, segundo pesquisa divulgada nesta sexta

Foto: Divulgação

A aprovação do presidente Jair Bolsonaro cresceu e é a melhor desde o começo do seu mandato, em janeiro de 2019. De acordo com a pesquisa do instituto Datafolha, publicada nesta sexta-feira, 37% dos brasileiros consideram o governo ótimo ou bom, contra 32% que o consideravam dessa forma na avaliação anterior, feita nos dias 23 e 24 de junho. 

Conforme o Datafolha, a taxa de rejeição teve uma queda acentuada: caíram de 44% para 34% os que consideravam ruim ou péssimo no período. O governo federal é considerado regular por 27% dos brasileiros, sendo que antes eram 23% em junho. 

O instituto entrevistou por telefone 2.065 pessoas de 11 a 12 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. 

Antes desta rodada da pesquisa, a melhor porcentagem do presidente havia sido 33% de ótimo ou bom, taxa registrada em duas avaliações anteriores. A rejeição retornou ao nível dos primeiros seis meses de mandato, em torno de 30%. 

Auxílio emergencial atrai o Nordeste 

O programa de auxílio emergencial ganhou força e atraiu visibilidade da população do Nordeste, reduto tido como oposicionista ao presidente Bolsonaro. Na região, a rejeição do chefe de Estado caiu de 52% para 35%, mas ainda mantém a pior avaliação: 33% dos nordestinos consideram o governo ótimo ou bom.

Bolsonaro também melhorou seu desempenho no Sudeste, onde a aprovação subiu de 29% para 36%, enquanto a rejeição caiu de 47% para 39%. Ele continua sendo bem avaliado no Sul, Norte e no Centro-Oeste, locais em que 42% dos residentes consideram a administração ótima ou boa.  

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Protocolos de risco médio têm vigência de 29 de setembro a 05 de outubro

Metade Sul pode ter chuva ao longo do dia

Ela relata que seu veículo foi tocado por um carro que fugiu do local

Serão beneficiados 4 milhões nascidos em setembro, com a 1ª à 5ª parcela de R$ 600, e outro 1,6 milhão do Bolsa Família, com NIS final 7, receberá a de R$ 300