Giro do Vale / Destaque / Geral

Quase 5 milhões de beneficiários do Bolsa Família deixarão de receber o auxílio de R$ 300

Segundo o Ministério da Cidadania, essas pessoas deixaram de cumprir os requisitos para o recebimento e retomaram o benefício do programa

Foto: Divulgação / Agência Brasil

Com a mudança do valor das parcelas, 4,9 millhões de beneficiários do Bolsa Família deixaram de receber a extensão do auxílio emergencial de R$ 300 em quatro parcelas até dezembro. Dos 19,2 milhões de inscritos pelo programa em abril, 16,3 milhões vão continuar a ganhar o auxílio.

Segundo o Ministério da Cidadania, a diferença é “decorrente dos cancelamentos e bloqueios realizados em benefícios com indícios de descumprimento dos critérios legais de elegibilidade por recomendação da Controladoria-Geral da União (CGU)”.

Um dos requesitos prevê que, no caso de o benefício do programa ser maior que a nova parcela do auxílio, a pessoa deve escolhe pelo mais vantajoso. “O público do Bolsa Família agora retorna para a folha usual do programa, com a diferença que estamos pagando o complemento até chegar aos R$ 300 ou aos R$ 600”, explica Fabiana Rodopoulos, secretária nacional de Renda de Cidadania do Ministério da Cidadania.

Segundo Fabiana, nas cinco primeiras parcelas do auxílio emergencial, o benefício do Bolsa Família foi suspenso e todas as famílias elegíveis passaram a receber o auxílio, desde que fosse mais vantajoso para elas. “A partir deste mês, as famílias beneficiárias que não tenham mais nenhum integrante recebendo o benefício de R$ 600 voltarão a ter o Bolsa Família, somado à extensão do auxílio emergencial para se chegar à cota simples ou dupla”, afirma.

Pagamento 

Os beneficiários do Bolsa Família começaram nesta quinta-feira, dia 17, a receber a nova parcela de R$ 300 do auxílio. Esse grupo é o primeiro a ganhar a parcela extra porque segue calendário de pagamento do programa, realizado sempre nos dez últimos dias úteis de cada mês, de acordo com o final do NIS (Número de Identificação Social).

Nesta sexta-feira, dia 18, serão beneficiadas 1,6 milhão de pessoas com NIS final 2. O pagamento segue até o dia 30, para os que têm o NIS final 0. No total, serão pagos R$ 4,3 bilhões para mais de 16,3 milhões de pessoas do programa.

A extensão de quatro parcelas até dezembro é destinada aos trabalhadores de famílias beneficiárias que já tenham recebido as cinco parcelas anteriores do auxílio emergencial e que permaneçam elegíveis.

A extensão do pagamento é limitada a duas cotas por família, por até quatro parcelas, entre setembro e dezembro de 2020. A mulher chefe de família, que tenha crianças ou adolescentes de até 18 anos, tem direito a duas cotas, podendo receber até quatro parcelas mensais de R$ 600. 

“Diferentemente do auxílio emergencial original, em que os beneficiários não eram reavaliados após a concessão do benefício, para a permanência na extensão é necessário passar novamente pela verificação de elegibilidade em todas as bases analisadas durante o processo de concessão”, afirma o ministério.

Calendário da 6ª parcela ao Bolsa Família

NIS final 1 – 17 de setembro
NIS final 2 – 18 de setembro
NIS final 3 – 21 de setembro
NIS final 4 – 22 de setembro
NIS final 5 – 23 de setembro
NIS final 6 – 24 de setembro
NIS final 7 – 25 de setembro
NIS final 8 – 28 de setembro
NIS final 9 – 29 de setembro
NIS final 0 – 30 de setembro

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

São 3,5 milhões nascidos em novembro com direito ao depósito da 1ª à 5ª parcela de R$ 600 e da extra de R$ 300, além do grupo do Bolsa Família

Frente fria empurra massa de ar frio que deve provocar queda na temperatura no Estado

Com mudança de ponto facultativo, unidades não abrem na sexta-feira

Serão beneficiados 3,6 milhões nascidos em outubro, além do grupo do Bolsa Família, com final 8 do NIS, que recebe a parcela extra de R$ 300