Giro do Vale / Destaque / Política / Saúde

Governo apresenta plano nacional de vacinação contra covid-19

Cerimônia no Palácio do Planalto contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello

Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, apresentaram nesta quarta-feira, dia 16, em cerimônia no Palácio do Planalto, o plano nacional de vacinação contra a covid-19. Não foi dada uma estimativa de data para o início da imunização.

O chamado “Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19” é dividido em 10 eixos. Entre eles estão descrições sobre os públicos-alvos para a vacinação; as vacinas já adquiridas pelo governo e as que estão em processo de pesquisa; a operacionalização da imunização; o esquema logístico de distribuição das doses pelo país; e as estratégias de comunicação para uma campanha nacional.

Primeiro a falar na cerimônia, o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, frisou que o plano não é definitivo, mas é “dinâmico”, estabelecendo as estratégias para a imunização. Segundo ele, o país tem 38 mil salas de vacinas, podendo chegar a 50 mil pontos em períodos de campanha.

Já o ministro Pazuello chamou o lançamento do plano de “momento histórico”. Ele também falou sobre o que chamou de “angústia” pela imunização.

— Somos os maiores fabricantes de vacinas da América Latina. Pra que essa ansiedade, essa angústia? Somos referência na América Latina (…) Tudo isso grátis, custeado pelo SUS — disse.

Pazuello também garantiu que todos os Estados receberão doses de maneira igualitária.

— Todos os Estados serão tratados de forma igualitária, proporcional. Não haverá diferença. Todas as vacinas terão prioridade do SUS. Isso está pacificado — garantiu.

Em manifestação entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF), na terça-feira (15), o governo condicionou o cronograma de vacinação ao aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aos imunizantes. O Planalto afirma que as doses devem chegar aos Estados e ao Distrito Federal em até cinco dias após a permissão da Anvisa e a entrega do produto no complexo de armazenamento do Ministério da Saúde.

GaúchaZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Entre os trabalhadores vivendo em situação degradante, haviam crianças e adolescentes entre 9 e 17 anos

Entre o material apreendido os policiais encontraram porções de cocaína, maconha, R$ 4 mil em dinheiro, uma pistola e um revólver falsos

Acidente ocorreu no final da madrugada desta sexta-feira, embaixo da passarela, em frente ao shopping

Confira os protocolos que deverão ser seguidos pelos gaúchos