Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio está na final da Copa do Brasil após empatar com o São Paulo

Empate em 0 a 0 credencia equipe de Renato Portaluppi a buscar o hexacampeonato diante do Palmeiras

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O Grêmio soube entender o confronto. Jogou com maturidade e marcou corretamente, mesmo sendo muito pressionado no fim. Segurou o empate em 0 a 0 diante do São Paulo no Morumbi na noite desta quarta-feira e garantiu sua nona final de Copa do Brasil.

Com o resultado, a equipe de Renato Portaluppi disputará em fevereiro a decisão com o Palmeiras. Será a segunda do comandante gremista, quatro anos depois do pentacampeonato em 2016.

Campeão em 89, 97, 2001 e 2016, e vice em 1991, 1993 e 1995, a equipe busca o hexacampeonato. Adversário na decisão, o Verdão paulista venceu o América-MG por 2 a 0 na outra semifinal.

Grêmio faz bom primeiro tempo no Morumbi

O técnico Renato Portaluppi teve problemas para escalar o sistema defensivo. Sem Geromel, fora por lesão desde o jogo de ida, o escolhido para jogar ao lado de Kannemann foi Rodrigues. Na volância, Darlan deu lugar a Lucas Silva, na tentativa de ganhar na marcação no meio campo. Por outro lado, Alisson, que teve boa atuação contra o Atlético-GO, voltou ao time titular. 

Logo aos 10 minutos, o Grêmio criou a primeira chance clara para marcar. Após cobrança de escanteio pela direita, a bola aberta chegou em Diego Souza na marca do pênalti. A cabeçada achou Victor Ferraz, muito bem posicionado. Na cara de Thiago Volpi, ele bateu torto e fraco, no pé da trave esquerda, desperdiçando boa chance. 

O Grêmio seguiu melhor e voltou a criar chances. Ajustado na marcação, pressionou a saída do São Paulo e complicou a vida de Daniel Alves. O meia errou e a bola se apresentou para Diego Souza, na feição para uma bicicleta. Ele arriscou, e a bola passou mais uma vez muito perto da trave.

Após os 30 minutos, o São Paulo ajustou a marcação e conseguiu chegar algumas vezes com perigo à frente, especialmente com Gabriel Sara explorando a velocidade. No entanto, não chegou a criar chances claras para marcar. Assim, a partida foi ao intervalo em 0 a 0.

Tricolor recua muito, mas segura o resultado

O Grêmio retomou com a mesma postura na marcação, imprimindo dificuldades ao São Paulo, que seguia rodando a bola. Para seguir ajustado atrás, com uma proposta de contra-ataque, Renato optou por lançar a campo Thaciano, no lugar de um Alisson que fazia boa partida.

O São Paulo mexeu, e o Grêmio passou a sofrer um pouco mais na marcação. Thaciano entrou para reforçar o meio, e depois passou para a lateral direita quando Victor Ferraz sentiu e precisou ser substituído por Ferreira.

O Grêmio passou a marcar mais e mais atrás, e o técnico Renato Portaluppi optou por tirar Pepê, Jean Pyerre, que quase não contribuiu no jogo, e Diego Souza, para as entradas de Everton, Darlan e Paulo Miranda.

Com o Tricolor resignado em seu campo, o São Paulo buscou o gol até o final, cercando o Grêmio. A melhor chance veio já nos acréscimos, mas Vanderlei salvou. Kannemann tentou afastar bola chuveirada, que subiu. Toró aparou de cabeça, sozinho, mas o goleiro gremista estava bem posicionado para pegar firme. Festa do Tricolor Gaúcho no Morumbi.

Copa do Brasil – jogo de volta da semifinal 

São Paulo 

Thiago Volpi; Juanfran, Arboleda, Bruno Alves e Léo; Luan, Daniel Alves, Tchê Tchê e Gabriel Sara; Igor Gomes e Brenner. Técnico: Fernando Diniz

Grêmio 

Vanderlei; Victor Ferraz, Rodrigues, Kannemann e Diogo Barbosa; Matheus Henrique, Lucas Silva, Jean Pyerre, Pepê e Alisson; Diego Souza. Técnico: Renato Portaluppi

Cartões amarelos: Matheus Henrique (Grêmio) 

Arbitragem: Bruno Arleu de Araújo (RJ)  

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

Data e hora: 30/12, às 21h30min 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Prisão ocorreu instantes depois de terem feito uma idosa de 80 anos de vítima

Ambos possuem extensa ficha criminal por furtos em veículos

Colorado entra em campo às 19h15min, no estádio Hernando Siles