Giro do Vale / Destaque / Polícia

Operação da PF combate fraudes no auxílio emergencial em 14 Estados

Ação é a maior contra desvios no benefício e cumpre 42 mandados de busca e apreensão, sete de prisão e 13 de sequestro de bens

Foto: Divulgação

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, dia 10, a Operação Segunda Parcela com o intuito de reprimir fraudes ao auxílio emergencial. Essa, segundo a corporação, é a maior operação no combate às irregularidade relacionadas ao beneficio e mobiliza 152 agentes. A PF cumpre mandados no Rio Grande do Sul. 

As ações ocorrem em outros 13 estados da Federação: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba, Espírito Santo, Bahia, Santa Catarina, Tocantins, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Maranhão, Piauí e Mato Grosso do Sul; com o cumprimento de 42 mandados de busca e apreensão, sete de prisão e 13 de sequestro de bens. Foi determinado o bloqueio de valores de até R$ 650 mil, em diversas contas que receberam benefícios fraudados.

O operação ocorre após o trabalho de identificação de fraudes feito por diversos órgãos do governo federal: PF, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, Caixa, Receita Federal, CGU (Controladoria-Geral da União) e o Tribunal de Contas da União (TCU).

Esse grupo, de acordo com release da PF, detectou e cancelou mais de 3,82 milhões de pedidos irregulares e e deixou de pagar ao menos R$ 2,3 bilhões a pessoas que não tinham direito ao benefício.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Há chance de tempo instável na instável na Serra, Vales e Grande Porto Alegre

Projeto volta para a Câmara para análise de financiamento

No Vale do Taquari, a mínima será de 11°C e a máxima não ultrapassa os 25°C

Indivíduo de 37 anos estava andando pela rua com uma arma na cintura, ao lado de uma mulher