Giro do Vale / Destaque / Saúde

Rio Grande do Sul encerra 2020 com 15 regiões em bandeiras vermelha no mapa definitivo

Gabinete de Crise rejeitou os recursos enviados por Passo Fundo e Cachoeirinha

Foto: Divulgação

O Rio Grande do Sul encerrará o ano de 2020 com 15 regiões em bandeira vermelha e seis em laranja no mapa definitivo da 34ª rodada do Distanciamento Controlado, divulgado na tarde desta segunda-feira. O Gabinete de Crise rejeitou os recursos enviados por Passo Fundo e pelo município de Cachoeirinha, que solicitaram a permanência em bandeira laranja (risco epidemiológico médio). 

De acordo com o governo estadual, Passo Fundo teve o pedido indeferido porque a região tem elevadas taxas de ocupação hospitalar, e elevado quantitativo de registro de hospitalizações por Covid-19. Além disso, tanto a região como a macrorregião registram aumento de pacientes internados em UTI para Covid-19 e redução do número de leitos livres de UTI. Já o município de Cachoeirinha, que fez o pedido individual, não atendeu aos requisitos de zero hospitalizações e zero óbitos por Covid-19, nos 14 dias anteriores à apuração.

As regiões em bandeira vermelha nesta rodada são: Porto Alegre, Cachoeira do Sul, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Erechim, Ijuí, Lajeado, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Santo Ângelo e Uruguaiana

Bagé, Cruz Alta, Guaíba, Novo Hamburgo, Pelotas e Taquara apresentaram risco epidemiológico médio e, portanto, receberam bandeira laranja nesta última semana de 2020.

Regra 0-0

Nesta 34ª rodada, 414 municípios (do total de 497) estão classificados em bandeira vermelha. Desses, 163 podem adotar protocolos de bandeira laranja porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não tiveram registro de óbito ou hospitalização de moradores nos 14 dias anteriores à aprovação, desde que a prefeitura crie um regulamento local.

Dos 83 municípios que se encontram em regiões de bandeira laranja, seis cidades não registraram óbito ou hospitalização nos últimos 14 dias.

Cogestão 

O sistema de cogestão voltou a valer no dia 15 de dezembro. Das 21 regiões Covid, 19 podem adotar protocolos próprios, elaborados pelas respectivas associações regionais. Apenas as regiões de Guaíba e Uruguaiana não aderiram à gestão compartilhada.

O levantamento completo da 34ª rodada está disponível neste link

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

O espaço da sala de recuperação do bloco cirúrgico passa a funcionar como uma UTI Intermediária Covid 19

Ele assina contrato até dezembro de 2022

Lote deve chegar ao Aeroporto Salgado Filho no período da manhã

Hospital São José apresenta lotação dos 10 leitos disponíveis para UTI Covid