Giro do Vale / Geral / Internacional

Ao menos cinco mortes são registradas, em incêndio na fábrica de vacinas da Índia

Fogo consumiu parte de um prédio do Instituto Serum, mas não impactou imunizantes contra Covid-19

Foto: Divulgação

Ao menos cinco pessoas foram encontradas mortas depois que um incêndio atingiu as instalações do Instituto Serum (SII), na Índia, na maior fábrica de vacinas do mundo. O fogo consumiu parte de um prédio que está em construção para ampliar a capacidade do local. Autoridades locais e a empresa afirmaram que a produção de Covishield, a vacina contra a Covid-19 desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford e a empresa farmacêutica sueco-britânica AstraZeneca, não foi impactada.

“Acabamos de receber algumas atualizações angustiantes; após uma investigação mais aprofundada, descobrimos que infelizmente houve algumas perdas de vidas no incidente. Estamos profundamente tristes e oferecemos nossas mais profundas condolências aos familiares dos falecidos”, tuitou o CEO do Instituto Serum, Adar Poonawalla.

O controle do incêndio levou cerca de três horas. De acordo com a mídia indiana, a principal hipótese para o início das chamas é uma falha elétrica. O SII está distribuído por 100 acres na cidade de Pune. Manjari, o complexo onde o incêndio começou, fica a poucos minutos de carro das instalações onde as vacinas conta a Covid-19 são produzidas.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Prefeitura já havia anunciado repasse para a compra de um equipamento que auxiliará no tratamento de pacientes com Covid-19

Deverão fechar, todos os estabelecimentos de comércio e serviços não essenciais entre as 20h de sexta-feira, dia 26, e as 5h de segunda-feira, dia 1º

A proposta será encaminhada à Assembleia Legislativa

Plano prevê cinco fases, e neste momento está sendo colocada em prática a Fase 3