Giro do Vale / Fontoura Xavier / Geral / Venâncio Aires

Pessoas são resgatadas em situação semelhante a escravidão em Venâncio Aires e Fontoura Xavier

Operação Resgate iniciou na semana passada, e já libertou 140 pessoas em várias cidades do país

Foto: Divulgação / MPT

Mais uma etapa da Operação Resgate foi desencadeada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) a nível nacional nesta sexta-feira, dia 29. Houve o resgate de pessoas que estavam vivendo em situação semelhante a escravidão em várias cidades pelo país, incluindo Fontoura Xavier no Vale do Taquari, e Venâncio Aires no Vale do Rio Pardo.

Em Fontoura Xavier três pessoas foram libertadas. Elas trabalhavam com a cultura de plantação e colheita de fumo, duas delas com deficiência. Em Venâncio Aires, quatro homens foram resgatados. Eles trabalhavam na produção de carvão.

Desde a semana passada essa operação já libertou 140 pessoas. Esta é uma ação conjunta do MPT, Polícia Federal, Ministério Público Federal (MPF), Defensoria Pública, e Ministério da Economia.

No país, a força-tarefa garantiu R$ 500 mil em rescisões e 3 parcelas do seguro-desemprego para cada resgatado. Outras medidas, como ações judiciais contra os exploradores, também são estudadas. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Participaram da ação aproximadamente 300 policiais federais, 100 auditores-fiscais do trabalho, 29 procuradores do Trabalho, 78 agentes de segurança institucional, 12 defensores públicos federais e membros do MPF.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Armados, os criminosos levaram cerca de R$ 300 do local

Acidente ocorreu sobre a ponte do Arroio Estrela, nas proximidades das Rações Languiru

Reajuste no valor dos benefícios é menor que o do salário mínimo, que aumentou 10,18% em 2022

Segundo relatório da IFI, a despesa prevista com o Auxílio Brasil é praticamente igual ao gasto dos programas sociais de 2021