Giro do Vale / Destaque / Saúde

RS receberá 50 pacientes que estão hospitalizados com Covid-19 em Rondônia

Secretaria Estadual da Saúde (SES) atenderá pedido do prefeito de Porto Velho, que vê sistema hospitalar da cidade no “colapso”

Foto: Divulgação

O governo do Rio Grande do Sul comunicou neste domingo, dia 24, que receberá, na terça-feira, dia 26, 50 pacientes hospitalizados com a Covid-19 de Porto Velho, em Rondônia. Os pacientes serão tratados em hospitais de Porto Alegre e Canoas. No sábado, o prefeito da capital de Rondônia, Hildon Chaves, alertou para o colapso no sistema de saúde da cidade e pediu apoio. 

Dos 50 pacientes, 20 serão enviados para o Hospital Universitário de Canoas. Os outros 30 ficarão em Porto Alegre – 10 no Grupo Hospitalar Conceição, 10 no Hospital de Clínicas e 10 no Hospital Vila Nova. A Secretaria Estadual da Saúde (SES) organiza uma operação de transferência desde o aeroporto Salgado Filho, onde os pacientes devem desembarcar, até os hospitais.

“Somos todos brasileiros, somos todos SUS, que prevê o atendimento a todos os cidadãos. Então, neste sentido, o RS é solidário e coloca à disposição do Estado de Rondônia para poder recepcionar, tratar e recuperar pacientes Covid. Agradeço também aos gestores municipais e aos hospitais que estão colocando leitos à disposição para poder oferecer tratamento de qualidade para os rondonienses”, disse a secretária da Saúde, Arita Bergmann.

A decisão foi tomada entre a SES e a secretarias municipais de Saúde das cidades que vão receber os pacientes. “São pacientes clínicos que precisam de oxigênio e de outras demandas. O governo de Rondônia quer se precaver e evitar que esses pacientes acabem na UTI, porque o Estado vive uma situação de pré-colapso. Se forem para UTI, é possível que não recebam atendimento adequado”, explicou o diretor do Departamento de Regulação Estadual, Eduardo Elsade.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Prefeitura já havia anunciado repasse para a compra de um equipamento que auxiliará no tratamento de pacientes com Covid-19

Deverão fechar, todos os estabelecimentos de comércio e serviços não essenciais entre as 20h de sexta-feira, dia 26, e as 5h de segunda-feira, dia 1º

A proposta será encaminhada à Assembleia Legislativa

Plano prevê cinco fases, e neste momento está sendo colocada em prática a Fase 3