Giro do Vale / Destaque / Geral / Vale do Taquari

AMVAT encaminha recurso solicitando que Vale do Taquari retorne à bandeira vermelha

Mapa definitivo da 42ª rodada do Distanciamento controlado será divulgado na segunda-feira, dia 22

Foto: Divulgação

A região de Lajeado, formada pela maioria dos municípios do Vale do Taquari, foi classificada como bandeira preta pela primeira vez desde o início da aplicação do mapa de Distanciamento controlado. Isso significa que segundo o Estado, a região apresenta risco altíssimo de contágio de Covid-19. A informação foi divulgada no fim da tarde de sexta-feira (19) na 42ª rodagem das bandeiras. Após analisar os números, a prefeitura de Lajeado e a Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), decidiram encaminhar recurso ao governo do Estado para voltar a bandeira vermelha na classificação definitiva que será divulgada na segunda-feira, dia 22.

Lajeado ficou com a nota (média ponderada) 2,54 – décima pior nota entre as 21 regiões Covid. Chama a atenção que Santa Cruz, que compõe a macroregião de Lajeado, teve a pior nota do estado, 2,73.

A vídeoconferência também contou com a participação do presidente da Câmara de Indústria e Comércio do Vale do Taquari (CIC-VT), Ivandro Rosa e do
diretor do Hospital Bruno Born, de Lajeado, Cristiano Dickel.

É consenso entre os participantes a importância do cuidado com a vida das pessoas,
mas também é entendimento de todos de que a situação delicada da pandemia em
nível regional não está atrelada à atuação dos setores econômicos nem das escolas.
“Acreditamos que a responsabilidade pela prevenção é individual e depende,
principalmente, de comportamentos mais responsáveis pensando no bem coletivo,
sobretudo adotando o distanciamento social, o uso de máscaras e de álcool gel”, afirma o presidente da Amvat, Paulo Cezar Kohlrausch, em nota oficial divulgada pela Amvat.

Decisões

  1. A região, por meio da Amvat, apresentará recurso ao Governo do Estado
    buscando o retorno à bandeira vermelha;
  2. Ao mesmo tempo, trabalhará na elaboração de um novo modelo de Cogestão para que, no caso de manutenção da bandeira preta, a região possa adotar critérios da bandeira vermelha para alguns setores, como Administração Pública, Alojamento e Alimentação, Comércio e Serviços;
  3. A Amvat também solicitará aos governos Estadual e Federal maior agilidade na liberação de vacinas contra a Covid-19 e junto aos órgãos de segurança do Estado, maior apoio na fiscalização quanto ao cumprimento das medidas para evitar a disseminação do vírus.

Decreto

O decreto que será publicado neste sábado (20) estabelecerá que deverá ocorrer suspensão geral das atividades entre 22h e 5h deste sábado, 20 de fevereiro até 1º de março, em todo o Rio Grande do Sul, independente da cor da bandeira. As medidas são válidas para as regiões classificadas em bandeira preta e que não possuam a cogestão. A região de Lajeado que conta com esta possibilidade segue a maioria das restrições estabelecidas pela bandeira vermelha. No entanto, na próxima segunda-feira (22) haverá uma reunião entre o governo do Estado e representantes da Famurs que poderá suspender a cogestão.

Vale do Taquari

Na versão preliminar do Distanciamento Controlado desta semana, a região de Lajeado obteve a mensuração final compatível à bandeira Preta. Quanto aos seus quatro indicadores regionais, Lajeado obteve as seguintes bandeiras: no indicador de incidência (número de hospitalizações por Covid-19 para cada 100 mil habitantes) a bandeira foi Vermelha; no de projeção de óbitos a bandeira obtida foi Preta; quanto à velocidade de avanço (hospitalizações confirmadas nos últimos 7 dias / hospitalizações confirmadas nos 7 dias anteriores) a bandeira foi Preta; e com relação ao estágio da evolução na região (ativos/recuperados) a bandeira foi Amarela.

O número de novos registros de hospitalizações por Covid-19, nos últimos 7 dias, comparado com a semana anterior, apresentou um aumento de 53.3%, passando de 15 para 23. Quanto ao número de óbitos, nos últimos 7 dias, comparado com a semana anterior, tivemos estabilidade (com variação de 0.0%), de 8 para 8.

Grupo Independente

Ainda não há comentários

Envie-nos o seu comentário

Publicidade

Últimas Notícias

O espaço da sala de recuperação do bloco cirúrgico passa a funcionar como uma UTI Intermediária Covid 19

Ele assina contrato até dezembro de 2022

Lote deve chegar ao Aeroporto Salgado Filho no período da manhã

Hospital São José apresenta lotação dos 10 leitos disponíveis para UTI Covid