Giro do Vale / Destaque / Saúde

BANDEIRA PRETA: confira o que muda com a nova classificação

A mudança de bandeira vermelha para bandeira preta altera o funcionamento de diversos serviços

Foto: Divulgação

O Vale do Taquari foi classificado com bandeira preta pela primeira vez desde a implantação do sistema de Distanciamento Controlado do Governo do Estado. Até então a região de Lajeado vinha sendo classificada com bandeira laranja, e nas últimas semanas predominou a bandeira vermelha.

Nesta sexta-feira, dia 19, foi divulgado o mapa preliminar do Distanciamento Controlado, e na próxima segunda-feira, dia 22, será divulgado o mapa definitivo. Se confirmando a classificação da região como de alto risco epidemiológico, o funcionamento de serviços sofrerá alterações.

Confira o que deve mudar:

  • No serviço público, apenas áreas da saúde, segurança, ordem pública e atividades de fiscalização atuam com 100% das equipes. Demais serviços atuam com no máximo 25% dos trabalhadores presencialmente.
  • Serviços essenciais à manutenção da vida, como assistência à saúde humana e assistência social, seguem operando com 100% dos trabalhadores e atendimento presencial.
  • Nos serviços em geral, restaurantes (de à la carte ou com prato feito) podem funcionar apenas com telentrega e pague e leve, e 25% da equipe de trabalhadores. Essa definição também vale para lanchonetes, lancherias e bares. Salões de cabeleireiro e barbeiro permanecem fechados, assim como serviços domésticos.
  • O comércio atacadista e varejista de itens essenciais, seja na rua ou em centros comerciais e shoppings, pode funcionar de forma presencial, mas com restrições. Equipes de no máximo 25% dos trabalhadores são permitidas. O comércio de veículos, o comércio atacadista e varejista não essenciais, tanto de rua como em centros comerciais e shoppings, ficam fechados.
  • Nos ensino Infantil, Fundamental, Médio e Superior são permitidas apenas aulas remotas. Cursos de dança, música, idiomas e esportes também não têm permissão para funcionar presencialmente.
  • No lazer, ficam proibidos de atuar parques temáticos, zoológicos, teatros, auditórios, casas de espetáculos e shows, circos, cinemas e bibliotecas. Demais tipos de eventos, seja em ambiente fechado ou aberto, não devem ocorrer.
  • Academias, centros de treinamento, quadras, clubes sociais e esportivos também devem permanecer fechados. Todas as áreas comuns de lazer dos condomínios devem permanecer fechadas, incluindo academias.
  • Locais públicos abertos, como parques, praças, faixa de areia e mar, devem ser utilizados somente para circulação, respeitado o distanciamento interpessoal e o uso obrigatório e correto de máscaras. É proibida a permanência nesses locais.
  • Missas e serviços religiosos podem operar sem atendimento ao público, com 25% dos trabalhadores, para captação de áudio e vídeo das celebrações.
  • Bancos, lotéricas e similares podem realizar atendimento individual, sob agendamento, com 50% dos funcionários. No transporte coletivo municipal e metropolitano de passageiros, é permitido ocupar 50% da capacidade total do veículo, com janelas abertas.

Leia também

Vale do Taquari é classificado com bandeira preta na rodada preliminar do Distanciamento Controlado

Ainda não há comentários

Envie-nos o seu comentário

Publicidade

Últimas Notícias

O espaço da sala de recuperação do bloco cirúrgico passa a funcionar como uma UTI Intermediária Covid 19

Ele assina contrato até dezembro de 2022

Lote deve chegar ao Aeroporto Salgado Filho no período da manhã

Hospital São José apresenta lotação dos 10 leitos disponíveis para UTI Covid