Giro do Vale / Destaque / Saúde

Estudo mostra que vacina de Oxford reduz em 67% transmissão da Covid-19

Estudo preliminar da universidade indica que imunizante não só previne a doença como é capaz de frear ritmo da pandemia

Foto: Justin Tallis / AFP

A vacina de Oxford, desenvolvida pelo laboratório sueco-britânico AstraZeneca, tem a capacidade de diminuir em 67% a transmissão do novo coronavírus entre seres humanos, de acordo com um estudo preliminar divulgado nesta quarta-feira, dia 3. 

A pesquisa foi feita por cientistas da própria Universidade de Oxford. Ainda não foi submetida à revisão  por pares, mas é a primeira a comprovar que o imunizante contra a Covid-19 é capaz de reduzir a transmissão do vírus.

Portanto, além de proteger contra os graves sintomas e demais consequências da doença, a aplicação da vacina de Oxford também evita que mais pessoas sejam contaminadas pelo vírus e, assim, colabora para frear o ritmo da pandemia pelo mundo. O anúncio reforça a necessidade da vacinação em massa, aponta o jornal The New York Times, que publicou o estudo nesta quarta.

O mesmo levantamento, que ainda depende de revisão por pares, indicou, na última terça-feira, dia 2, que o indivíduo que recebe a primeira dose da vacina de Oxford contrai uma proteção média de 76% até receber a segunda aplicação, 90 dias depois.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Ele era fundador e diretor do jornal O Informativo do Vale

Área precisou ser isolada junto a RS-118 em Viamão na manhã desta segunda-feira, deixando o trânsito interrompido

Previsão faz parte de um total de 18,4 milhões de doses da Oxford/AstraZeneca previsto para até o dia 1º de maio

Os homens que atiraram a droga para o interior da casa prisional não foram localizados

error: Content is protected !!