Giro do Vale / Saúde / Venâncio Aires

Hospital de Venâncio Aires transforma pronto atendimento em semi-UTI para pacientes com Covid-19

No início desta manhã seguiam os trabalhos de controle do fogo que começou no início da tarde de ontem, dia 22

Foto: Ilustração

O Hospital São Sebastião Mártir (HSSM) de Venâncio Aires transformou o setor de Pronto Atendimento (Plantão) em uma extensão da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covis-19. A medida foi posta em prática a partir desta segunda-feira, dai 22, em função do aumento acelerado do número de pacientes com o vírus, da superlotação dos leitos, e da impossibilidade de transferência para outros municípios.

Para o atendimento de emergência, foi mantido apenas as chamadas Salas Vermelhas. “Mantemos o atendimento de emergência para situações de gravidade extrema, como infarto, derrame, acidentes. Mas esses pacientes vêm direcionados pela UPA ou Samu”, explicou o diretor técnico do HSSM, Guilherme Fürst Neto.

Ainda segundo o diretor, “a UTI está completamente lotada, sem previsão de alta, pois muitos casos graves internaram recentemente. Por isso, transformamos o Pronto Atendimento em uma semi-UTI”.

Com o crescimento no número de casos de pacientes infectados, vários profissionais que até então não atuavam na ala Covid, foram direcionados para trabalhar no atendimento dessas ocorrências.

Hospital superlotado

O HSSM está superlotado, e de 40% a 50% dos internados, são por Covid-19. A perspectiva é de que esse cenário se mantenha pelos próximos dias. No fim da tarde de ontem, 26 pessoas como coronavírus estavam internadas na área clínica. A capacidade original do setor Covid era de 13 pacientes. Outros 13 pacientes estão em leitos de UTI, sendo cinco na nova estrutura Pronto Atendimento. Além disso, dois pacientes que internaram por Covid e já não transmitem o vírus, foram transferidos para a UTI normal.

A reestruturação para oferecer leitos de UTI não garante mais recursos para o hospital. “Estamos fazendo isso para salvar vidas. Não tem dinheiro a mais pelo que estamos fazendo. Na verdade, os recursos de Covid mal conseguem pagar as contas do hospital. O custo é absurdamente maior do que o dinheiro repassado pelo governo”, lamenta Fürst.

Visitas suspensas

Todas as visitas do hospital também estão suspensas por tempo indeterminado. As visitas na UTI serão mantidas para um familiar por dia e em horários escalonados. Também está suspenso o ambulatório de traumatologia para consultas clínicas e pré-operatórias ou atendimentos de baixa complexidade por tempo indeterminado. Consultas de retorno de pacientes pós-fraturas estão mantidas.

Folha do Mate

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Prisão ocorreu instantes depois de terem feito uma idosa de 80 anos de vítima

Ambos possuem extensa ficha criminal por furtos em veículos

Colorado entra em campo às 19h15min, no estádio Hernando Siles