Giro do Vale / Saúde

Governo do Estado libera nomes para que municípios busquem quem perdeu prazo da segunda dose contra o Covid-19

Estimativa é de que mais de 100 mil pessoas estejam nesta condição

Foto: Divulgação

A Secretaria Estadual da Saúde (SES), disponibilizou, nesta quinta-feira, os nomes de 101 mil pessoas cujo prazo mais adequado para receber a segunda dose da vacina contra a Covid-19 já venceu no Rio Grande do Sul. A medida busca auxiliar as 18 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRSs) no processo de imunização.

De acordo com a SES, os órgãos devem repassar os dados das pessoas nesta situação às vigilâncias municipais, responsáveis pela vacinação local. Os relatórios sobre os faltantes são gerados com base em dados informados pelos próprios municípios ao Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI).

Ainda segundo a Pasta, a busca ativa pelas pessoas pode ser feita nos municípios por meio dos agentes das Equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF), incluindo de porta em porta, em cidades de menor porte.

A secretária da Saúde, Arita Bergmann, lembra que a pasta já emitiu alerta sobre a importância da aplicação da segunda dose do imunizante. Ela também reforça que as pessoas devem checar a data de retorno na caderneta de vacinação.

Conforme o governo estadual, 320 mil pessoas seguem no prazo oportuno para receber a segunda dose em cidades gaúchas.

Sobre a segunda dose, a SES reforça:

  • a necessidade de os municípios atualizarem os registros das aplicações;
  • casos de não comparecimento podem resultar de doença, óbito, esquecimento, extravio da carteirinha, dificuldade de acesso e locomoção, entre outros fatores;
  • a necessidade de parentes e cuidadores estarem atentos à data prevista na caderneta de vacinação para retorno e aplicação da segunda dose;
  • mesmo que o prazo tenha passado, é preciso que a pessoa tome a vacina, a qualquer tempo.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Cerca de 155 agentes cumpriram 30 mandados judiciais em 12 cidades gaúchas, tendo como alvos também a caça ilegal e o tráfico de armas

Com bastante nebulosidade e tempo instável, a temperatura varia pouco

Foi descartado qualquer tipo de sinal de violência no corpo da criança

Foi a quinta vez consecutiva que prêmio não teve seis acertadores