Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter faz 4 a 1 no Juventude e está na final do Gauchão

Com gols de Yuri Alberto, Maurício, Edenílson e Rodinei marcaram os gols que garantiram o Colorado na decisão

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter venceu o Juventude por 4 a 1, na noite deste sábado, no Beira-Rio, e garantiu a vaga na final do Gauchão 2021. Yuri Alberto, Maurício, Edenílson e Rodinei marcaram os gols da classificação para a decisão, que o clube não disputava desde 2019. Matheus Peixoto descontou de pênalti.

O Colorado aguarda a definição entre Grêmio e Caxias para saber quem será o adversário. O jogo entre as duas equipes ocorre neste domingo, às 16h, na Arena. O Tricolor venceu no Centenário, por 2 a 1, e largou em vantagem.

O próximo compromisso do Inter é contra o Deportivo Táchira, no estádio Pueblo Nuevo, na terça-feira, às 19h15min, válido pela quarta rodada do grupo B da Libertadores. O Colorado é líder com os mesmos seis pontos do Always Ready, da Bolívia, mas com saldo sete contra quatro. A final do Gauchão inicia no próximo final de semana.

Inter marca dois nos minutos finais

Com a vantagem da vitória em Caxias do Sul, o Juventude começou a partida tentando pressionar o Inter dentro do Beira-rio, mas rapidamente a equipe de Miguel Ángel Ramírez conseguiu se estabilizar e passou a atacar. Aos nove, Rodinei cobrou escanteio do lado esquerdo de ataque e a bola foi direta no primeiro poste, onde Carné teve que soquear para não sofrer o gol.

Com o adversário atuando com os 11 jogadores no seu campo defensivo, o Colorado o jogo virou um ataque contra defesa. Entretanto, a equipe trocava passes no meio de campo e não conseguiu criar chances de gols. Em um contra-ataque, aos 29, Capixaba passou por Moisés e Cuesta, invadiu a área e cruzou rasteiro para Peixoto, que entrava pela direita, mas o lateral do Inter salvou chutando pela linha de fundo.

Três minutos depois, Palácios invadiu a área, adiantou a bola e Alyson acertou a coxa do atacante do Inter, que caiu. O árbitro Daniel Nobre Bins entendeu como jogada normal, não recorreu ao VAR e mandou seguir. Aos 37 minutos, sentindo muitas dores, Palácio caiu no gramdo e foi retirado de maca chorando e Yuri Alberto entrou.

A partir da alteração, o jogo mudou e o Inter conseguiu dois gols em contra-ataques. Aos 43, após escanteio, Praxedes fez um “pé de ferro” com o adversário, a bola sobrou para Yuri Alberto, que passou para Thiago Galhardo. Em alta velocidade, os dois chegaram na frente do goleiro Marcelo Carné e Galhardo passou para Yuri Alberto empurrar para o fundo da rede.

Três minutos depois, Edenílson aproveitou um erro de passe do Juventude, avançou em velocidade área a dentro e tocou no segundo poste. Maurício chegou nas costas da defesa e empurrou para o fundo das redes. Inter 2 a 0, placar que colocava o Inter na semifinal do Gauchão.

Inter sofre um gol, mas faz mais dois e garante a vaga

Atrás no placar, o Juventude voltou pressionando e por pouco não marcou. Logo a um minuto, Peixoto deu um drible em Zé Gabriel dentro da área e ficou na frente de Marcelo Lomba, mas Dourado chegou de carrinho e empurrou a bola pela linha de fundo. Cinco depois, Capixaba bateu da intermediária, marcado por vários jogadores e Lomba deu um leve toque na bola, empurrando pela linha de fundo e evitando o primeiro da equipe de Caxias.

Aos 11, Moisés tentou atrasar de cabeça para Lomba, mas a bola saiu fraca, Wescley chutou e Cuesta, de bicicleta, afastou o perigo. Dois minutos depois, Thiago Galhardo lançou Yuri Alberto, a bola foi em direção a linha de fundo e Marcelo Carné saltou ao chão para fazer a defesa, mas acertou as pernas do atacante.

Após ver o lance no VAR, Daniel Nobre Bins marcou a penalidade. Edenilson chutou no ângulo esquerdo de Carné, que nem se mexeu. Inter 3 a 0. Porém, aos 21, Cuesta fez pênalti em Paulo Henrique e Matheus Peixoto diminuiu, acertando o canto inferior de Lomba.

Dez minutos depois, Wescley passou em profundidade para Peixoto. Lomba saiu da meta, fechou o ângulo e defendeu o chute cruzado do centroavante do Juventude. Apesar da pressão, foi o Inter que ampliou. Aos 33, Nonato, após entrar na vaga de Praxedes, fez excelente lançamento para Caio Vidal, que entrou no lugar de Maurício, que chutou. Carné fez a defesa e, no rebote, Rodinei marcou o quarto de cabeça.

Aos 42 minutos, Peixoto ficou na frente de Lomba e chutou, mas o goleiro do Inter fez excelente defesa. Foi última grande oportunidade do Juventude e do jogo. Nos minutos finais, o Colorado administrou e segurou o adversário, já cansado. Classificação colorada com uma nova goleada. 

Campeonato Gaúcho – 2ª partida da semifinal

Inter (4)
Marcelo Lomba; Rodinei, Cuesta, Zé Gabriel e Moisés; Dourado, Edenilson (Lindoso), Mauricio (Marcos Guilherme), Praxedes (Nonato) e Palacios (Yuri Alberto); Thiago Galhardo (Caio Vidal).
Técnico: Miguel Ángel Ramírez.

Juventude (1)
Marcelo Carné; Paulo Henrique, Vitor Mendes, Rafael Forster e Alyson; João Paulo, Castilho (Bochecha), Wescley, Capixaba (Matheuzinho) e Marcos Vinicios; Matheus Peixoto.
Técnico: Marquinhos Santos.

Gols: Yuri Alberto (43min/1ºT), Maurício (46min/1ºT), Edenilson (18min/2ºT) e Rodinei (33min/2ºT); Matheus Peixoto (22min/2ºT)

Cartões amarelos: Cuesta e Miguel Ángel Ramírez (I); Wescley e Marcelo Carné (J)
Cartões vermelhos: –

Árbitro: Daniel Nobre Bins
Auxiliares: Jorge Bernardi e Mateus Rocha
Árbitro do VAR: Wagner Reway (MT)

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Corpo que estava em avançado estado de decomposição, foi encontrado por um pescador.

Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmou relatos de falta do imunizante em prefeituras gaúchas

No Vale do Taquari, a mínima será de 13°C e a máxima chega aos 32°C

Sexta oportunidade de deixar o Z4 foi desperdiçada com derrota por 2 a 0, em jogo com pênalti e expulsão do zagueiro Paulo Miranda