Giro do Vale / Destaque / Saúde

Ministério da Saúde receberá 8,2 milhões de doses de vacina até sexta

Doses começaram a ser entregues nesta segunda

Foto: Fernando Dias / Divulgação

O Ministério da Saúde receberá entre segunda e sexta-feira 8,2 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19. Segundo o secretário executivo do ministério, Rodrigo Cruz, a pasta vai receber 4,1 milhões de doses da vacina Coronavac, 3,5 milhões da AstraZeneca e 629 mil da vacina Pfizer. 

Segundo Cruz, parte das vacinas da Coronavac “podem ser usadas como segunda dose para completar o esquema vacinal de todos os brasileiros”.

Nesta segunda-feira, o ministério iniciou a distribuição de um lote de 1,12 milhão de doses da vacina da Pfizer. As doses são destinadas para a primeira aplicação em pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas e pessoas com deficiência permanente e distribuídas todos os estados e o Distrito Federal receberão o imunizante de forma proporcional e igualitária. De acordo com a pasta, a logística de distribuição das vacinas da Pfizer foi montada levando em conta as condições de armazenamento do imunizante, que exige temperaturas de armazenamento muito baixas.

Também hoje o Instituto Butantan entregou mais 2 milhões de doses da vacina Coronavac para o Programa Nacional de Imunizações. A previsão é que o Butatan libere mais 1 milhão de doses na quarta-feira, concluindo o primeiro contrato assinado com o Ministério da Saúde para fornecimento de 46 milhões de doses da vacina. O instituto tem um segundo contrato com o ministério para fornecer mais 54 milhões de doses da vacina até 30 de agosto. 

Nesta terça-feira, o Ministério da Saúde vai anunciar, às 16h30, a  liberação de recursos para a Atenção Primária à Saúde no Enfrentamento da Covid-19. O evento terá a participação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e está prevista a presença do presidente Jair Bolsonaro. 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Corpo que estava em avançado estado de decomposição, foi encontrado por um pescador.

Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmou relatos de falta do imunizante em prefeituras gaúchas

No Vale do Taquari, a mínima será de 13°C e a máxima chega aos 32°C

Sexta oportunidade de deixar o Z4 foi desperdiçada com derrota por 2 a 0, em jogo com pênalti e expulsão do zagueiro Paulo Miranda