Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter toma gol no fim, e perde para o Palmeiras no Beira Rio

Colorado atuou por mais de 25 minutos em vantagem número, mas não conseguiu superar o adversário

Foto Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Apesar de atuar por 25 minutos com um homem a mais, o Inter foi superado pelo Palmeiras por 2 a 1, na noite fria desta quarta-feira, no estádio Beira-Rio, pela 8ª rodada do Brasileirão. O resultado ruim mantém a saga colorada de não vencer em casa – a última vez já faz quase dois meses. Na próxima rodada, o Colorado, que segue na 13ª colocação, encara o Corinthians, no sábado, na NeoQuímica Arena, às 21h.

Os comandos do técnico Diego Aguirre saíram atrás aos 9 minutos da primeira etapa, numa exibição ruim. em gol do oportunista Deyverson. Na volta do intervalo, o time melhorou e conseguiu o empate aos 19 minutos, em cobrança de pênalti de Edenilson – no lance, o zagueiro Kuscevic foi expulso.

Apesar da vantagem númerica, a defesa colorada deixou espaços, chegou a ser salva por Daniel primeiro, mas não resistiu a Danilo, que num lance esquisito, definiu o placar aos 44 do segundo tempo. Ao finalizar, o atleta palmeirense se lamentava por ter errado, enquanto ela entrava na rede. 

Pouca inspiração e transpiração 

Na noite gelada porto-alegrense, seria preciso bastante intensidade para transpirar. O que não foi o o caso dos 45 minutos inicias no Beira-Rio. Inter e Palmeiras fizeram um primeiro tempo bastante estudado e tático. No entanto, as posturas não resultaram em grandes chances de gol de lado a lado. 

A diferença foi na efetividade. Na primeira que teve, aos 9, o Verdão abriu o placar com o atacante Deyverson. Atento, ele aproveitou finalização forte do meia Raphael Veiga e empurrou para as redes. O gol cedo fez com que o jogo mudasse o breve panorama inicial, com o Inter explorando os contragolpes e o Palmeiras mais com a bola. 

Em vantagem, os visitantes deixaram a bola para que o Colorado pudesse criar ações ofensivas. Porém, até os 25 minutos, nada aconteceu. Somente um lance isolado, no talento do atacante Yuri Alberto, o goleiro Jaílson trabalhou e defendeu no canto. 

Com Dourado e Johnny no meio de campo, a equipe colorada apresentou enormes dificuldades para encontrar o ataque com a bola pelo chão. Por isso, foram em lances no alto que o Inter mais ofereceu perigo. Aos 34, Caio Vidal, um dos poucos agitados na primeira etapa, ganhou da marcação, cruzou e Edenilson cabeceou para a defesa de Jailson. E foi só durante os 47 minutos. 

Jogo agitado 

Ao menos no ímpeto, o Inter voltou mais disposto na segunda etapa. Teve a bola, trocou passes e procurou lances ofensivos. Os visitantes, por sua vez, admitiram a postura defensiva – o lateral Victor Luis entrou na vaga do atacante Breno Lopes – e passou a abaixar suas linhas, visando contra-atacar. Aos 9, a vontade virou chance de gol. Em belo lançamento de Edenilson, Yuri Alberto tocou por cima de Jaílson, mas tirou demais e a bola não encontrou as redes.

Aos 15, Caio Vidal recebeu boa bola na cara de Jailson e foi empurrado pelas costas por Kuscevic. Após rápida análise no VAR, o árbitro Paulo Roberto assinalou a penalidade e expulsou o zagueiro palmeirense, para a revolta do técnico Abel Ferreira. Com a habitual categoria, o meia Edenilson deslocou Jailson e igualou o placar. 

Com um jogador a mais, o técnico Diego Aguirre colocou Boschilia na vaga de Rodrigo Dourado para aumentar a criação, aos 26. Na primeira chance de frente para a meta, o meia arriscou uma finalização desviada pela linha de fundo. Aos 35, nova alteração. Saravia deixou o campo para o jovem atacante Vinicius Mello. No contra-ataque, Daniel apareceu para salvar. Aos 38, Deyverson saiu na frente do arqueiro colorado, que cresceu e defendeu o fraco chute. 

No ataque, Yuri Alberto desperdiçou oportunidade aos 40 minutos. Cuesta lançou e o atacante bem colocado cabeceou em cima de Jaílson. O não aproveitamento cobrou seu preço. Aos 44, depois de cruzamento de Danilo Barbosa, Danilo finalizou – todo desajeitado – e fez o segundo. No lance, o próprio jogador se lamentou por ter errado, antes de perceber que a bola parou dentro das redes.

O gol surpreendeu o Inter, que não teve organização para tentar o empate, viu o jejum no Beira-Rio aumentar e os adversários avançando na tabela. 

Campeonato Brasileiro – 8ª rodada

Inter

Daniel; Renzo Saravia (Vinicius Mello), Pedro Henrique, Víctor Cuesta e Heitor; Rodrigo Dourado (Boschilia), Edenilson, Johnny e Patrick; Yuri Alberto e Caio Vidal. Técnico: Diego Aguirre. 

Palmeiras

Jailson; Marcos Rocha (Gabriel Menino), Luan, Kusvecic e Renan; Danilo, Zé Rafael (Felipe Melo), Raphael Veiga (Patrick de Paula) e Gustavo Scarpa (Danilo Barbosa); Breno Lopes (Victor Luis) e Deyverson. Técnico: Abel Ferreira.

Gols: Deyverson (09min/1T°) Edenilson (19min/2T°) Danilo (44min/2T°)
Cartões amarelos: Caio Vidal, Cuesta e Rodrigo Dourado (Inter)
Cartão vermelho: Kusvevic (Palmeiras)
Arbitragem: Paulo Roberto Alves Júnior.
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data e hora: 30/06, às 19h

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Crime ocorreu no Bairro Santo Antônio, e autor fugiu após o crime

Carro foi removido ao depósito e a mulher foi conduzida à DPPA de Lajeado

Receita já informou os contribuintes sobre pendências

No Vale do Taquari, o sol aparece entre nuvens