Giro do Vale / Geral / Sem categoria

Sino da Igreja do Morro de Bom Retiro do Sul volta a badalar

Inauguração do novo campanário do templo centenário, ocorreu na manhã deste domingo, dia 15

Foto: Divulgação

Além de um local de fé, a Igreja do Morro de Bom Retiro do Sul também é um tradicional Ponto Turístico que atrai fiéis vindos de várias partes. O local esteve fechado por cerca de 19 anos, e após passar por reformas, foi reaberto com a celebração de uma missa em maios de 2019. E neste domingo, dia 15, teve escrita mais uma página de sua história, com a inauguração do novo campanário, que abriga o sino do templo católico.

O sino ainda é o original, o mesmo que estava na estrutura que se deteriorou com o tempo. A peça foi restaurada com o auxílio de um empresário local, e agora voltou para o alto da pequena torre que fica ao lado da Igreja. Além de abrigar o sino, o espaço também conta com um banheiro a disposição do público que frequenta o local.

A cerimônia de inauguração contou ainda com a apresentação do Coral Sagrada Família, composto por membros da Paróquia.

Coral Sagrada Família. (Foto: Divulgação)

Estiveram presentes o presidente da Comunidade Católica, e coordenador da Igreja do Morro, Otomar Klunck Filho; o Padre Marcos Leandro de Oliveira, o vice-prefeito Eder Eduardo Müller Cíceri, que está como prefeito em exercício; entre outras lideranças locais e membros da comunidade.

Restauração do Altar

Depois de receber restauração na parte do telhado, ganhar novos bancos, e agora ver o espaço do sino revitalizado, o próximo passo deve ser a restauração do altar. Isso deve ocorrer através de parceria com o poder público municipal que deve ir atrás de recurso para a concretização dessa obra. O município contribuiu para a obra do campanário, dando a mão de obra, e a comunidade católica com o recurso de aproximadamente R$ 9 mil.

Veja mais imagens

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Produtos estavam armazenados de forma irregular e fora da temperatura adequada, com prazos de validade vencidos ou sem prazos de validade, sem identificação e procedência, além de higiene precária

Os profissionais fizeram o combate das chamas e resfriamento da estrutura com o uso de aproximadamente mil litros de água

Foram cumpridas quatro ordens judiciais no Bairro Santo Antônio, em Lajeado. Também foram apreendidos bens como aparelhos eletrônicos e telefones celulares

Instabilidade atinge Planalto, Serra e Litoral Norte