Giro do Vale / Destaque / Lajeado / Polícia

Criança foi abusada, morta e jogada no rio Taquari: “um dos crimes mais bárbaros que já se viu”, diz delegado

Homem que seria o autor do crime foi preso, e encaminhado ao sistema prisional

Foto: Divulgação

O delegado Dinarte Marschal Junior detalhou o crime brutal registrado em Lajeado na tarde deste sábado, dia 4, onde uma menina de apenas 5 anos, foi abusada sexualmente, morta, e depois teve o corpo jogado nas águas do rio Taquari.

O suspeito pela autoria do crime é um homem de 35 anos. Ele seria amigo da mãe da menina há alguns meses, e no início da tarde do sábado chegou a casa dela para uma visita. Em determinado momento, convidou a criança para ir junto ao mercado que ficava na esquina da residência. A menina inocentemente pediu autorização para a mãe, que permitiu.

Após passar uma hora e os dois não terem voltado, a mãe iniciou a busca pelos dois, contando com a ajuda de outros vizinhos. Em determinado momento ela avistou uma guarnição da Brigada Militar e relatou o ocorrido.

Os policiais iniciaram as buscas, e a mulher foi até a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) fazer o registro de desaparecimento, quando as buscas passaram a ser intensificadas, contando também com a participação da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros.

O homem que havia levado a menina foi encontrado voltando da direção da barranca do rio. Ele estava com as roupas molhadas, sujas e havia sinais de luta corporal, como arranhões. Ele foi detido, e disse nada saber sobre a criança, mas foi mantido em custódia enquanto seguiam as buscas.

Um popular disse à policiais que teria visto esse homem com a menina na garupa, indo em direção a marem do rio, atrás de um supermercado localizado na Avenida Beira Rio.

As buscas foram concentradas nessa região, e um policial militar localizou o corpo da vítima boiando nas águas do rio Taquari, completamente sem roupas, e possivelmente já sem vida. Ainda assim a menina foi levada rapidamente para o Hospital Bruno Born, onde a equipe iniciou uma batalha na tentativa de reanimar a criança que chegou na casa de saúde com parada cardio respiratória, mas infelizmente ela não resistiu e o óbito foi confirmado às 17h38min.

Os médicos atestaram que havia sinais de violência sexual no corpo da menina, com lacerações, que indicavam que ela teria sido abusada e morta em seguida, com o corpo jogado na água já sem vida.

De acordo com o delegado, o indivíduo foi indiciado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável com a morte da vítima. O crime tem a maior pena do código penal, 30 anos de prisão.  Após o registro do flagrante, ele foi encaminhado ao Presídio Estadual de Lajeado, onde permanecerá a disposição da justiça.

Além da necropsia, a Polícia Civil solicitou perícias no corpo da menina, para atestar e comprovar a violência sexual. Também foram coletadas as roupas do homem, para que se colham vestígios da possível violência sexual.

A investigação agora fica a cargo da Delegacia de Atendimento à Mulher.

Comentários

  1. ANÔNIMA disse:

    Parabéns aos policiais que agiram rapidamente, pois quem sabe esse montro teria já sumido e a menina desaparecido nessas águas….
    Meu Deus quantas vezes as pessoas precisam escutar que não se pode confiar em ninguém criança uma mãe tenque ficar SEMPRE a viagiar tanto menina quanto menino tambem, isso nunca vai ter fim só pela misericórdia de Deus.
    Justiça agora de Deus e na terra vai durar uns três dias na cadeia.

  2. Maria Helena disse:

    Parabéns a guarnição que logo atendeu e foi atrás gostaria de saber o nome destes homens para colocar em oração por ter ajudado esse mãe se espera fosse de 24 horas pra polícia procurar o bandido teria sumido que Deus abençoe sempre esses homens e conforte o coração desta mãe muito triste!!!

  3. Clair Alves da Silva disse:

    É eu quero parabenizar aos policiais que agiram rapidamente para prender este marginal só sinto muito pela criança eu gostaria muito que nesta hora eu fosse uma juíza pq iria dar um exemplo para acabar com isso iria ordenar que amarrassem este monstro em praça pública e mandar que fossem cortando aos pedaços pouco a pouco por que cadeia ele não merece desculpem mas esta é minha opinião 😭😭 que Deus conforte o coração desta mãe e familiares enfim de todos por que nesta hora todos nós sofremos juntos 😭😭

  4. Odete mallmannParabens disse:

    Parabéns a Polícia por terem atendiďo logo está ocorrência,pois só assim pegaram este monstro em fraglante.Pobre anjinho inocente,quisera que este que viu a criança com esse bandido tivesse ido atrás quem sabe evitaria está tragédia! Espero que na cadeia ele tenha o que merece,vai ser mulherzinha dos companheiros.Tem que ter pena de morte aqui no Brasil!

  5. Eva Cristina Silva disse:

    Eu não sei porque as pessoas não ouvem as pulicias as pessoas falarem não larguem seus filhos amigo seu não é amigo dos teus filhos sempre falei isso pro meu filho pelo amor de Deus não larguem seus filhos na mão de ninguém eu não aguento mais ver maldades com crianças por causa de namorados dessas mulheres sera que não sabem viver sem homens na volta

  6. Mara Silva disse:

    Pra min estrupador de criança principalmente… tinha que ser castrado,pra toda vez se olhar e ver a maldade que fez seja ela com qualquer pessoa…
    Todas nós mães estamos de luto por está menina que tão inocente não viu maldade neste bixo pq não tem outro significado pra ele…E um alerta a todos… não confie em NINGUÉM AINDA MAIS EM RELAÇÃO A CRIANÇAS QUE NÃO SABEM SE DEFENDER 😭😭

  7. Elisandra Farias da silva disse:

    Deus misericordioso meu coração chora de dor …quanto essa inocente deve ter sofrido na mão desse monstro ,Que a justiça seja rígida e que a justiça divina caia sobre ele…Muita revolta saber que tantas crianças estão perdendo vida dessa forma….Parabéns ao trabalho dos policias que Deus console coração dessa mãe…

Publicidade

Últimas Notícias

Produtos estavam armazenados de forma irregular e fora da temperatura adequada, com prazos de validade vencidos ou sem prazos de validade, sem identificação e procedência, além de higiene precária

Os profissionais fizeram o combate das chamas e resfriamento da estrutura com o uso de aproximadamente mil litros de água

Foram cumpridas quatro ordens judiciais no Bairro Santo Antônio, em Lajeado. Também foram apreendidos bens como aparelhos eletrônicos e telefones celulares

Instabilidade atinge Planalto, Serra e Litoral Norte