Giro do Vale / Esporte / Grêmio / Inter

Inter vence o Gre-Nal e afunda ainda mais o Grêmio na zona do rebaixamento

Taison, ainda no primeiro tempo, marcou o único gol da partida

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Diante do maior rival, o Inter encerrou a sequência negativa de quatro jogos sem vitórias ao derrotar o Grêmio, por 1 a 0, no início da noite deste sábado, no Beira-Rio, e segue sonhando com a vaga direta à Libertadores. Com o gol de Taison, ainda no primeiro tempo, o Gre-Nal 434 praticamente decretou a superioridade Colorada e o Tricolor se vê cada vez mais próximo de jogar a série B do Brasileirão. No final da partida, a pancadaria entre os jogadores marcou a noite que era para ser apenas de futebol e festa da torcida dona da casa.

Mesmo com a vitória, o Inter permanece na 7ª posição , com 44 pontos. Isso porque o Corinthians, 6º colocado, também venceu na rodada. O próximo confronto do Colorado está marcado para quarta-feira, contra o Juventude, às 21h30min, no Alfredo Jaconi. Já o Tricolor, com o revés, estaciona na 19ª posição, com 26 pontos. Desesperado, o Grêmio volta a campo na terça-feira, às 21h30min, contra o Fluminense, na Arena.

Um cruzamento milimétrico de Edenílson, gol de Taison

Quando a escalação foi divulgada, o técnico Vagner Mancini deixou clara a estratégia no Beira-Rio. O Grêmio foi a campo com a mesma trinca de volantes de maior marcação composta por Villasanti, Lucas Silva e Thiago Santos. O contra-ataque seria a arma principal do Tricolor. Porém, o primeiro tempo foi marcado por uma intensa movimentação de ambas as equipes.

O Inter, com o que tinha de melhor, pressionou a zaga gremista, principalmente em ligações rápidas puxadas por Taison e Edenílson, sempre buscando o atacante Yuri Alberto – uma das dúvidas ao longo da semana Gre-Nal. A partir do minuto 20, o Grêmio começou a assustar a grande área colorada com Douglas Costa e Ferreirinha. Os dois usaram e abusaram da fragilidade defensiva do lateral Saravia, que não achou em nenhum momento os atacantes gremistas, que só não conseguiram fazer Marcelo Lomba trabalhar porque, no momento da definição, Bruno Méndez travava as finalizações.

Saravia teria sonhado com Douglas Costa e Ferreira se não fosse a ajuda de um dos melhores jogadores do Inter na temporada. Aos 39 minutos, Edenílson recebeu na intermediária e cruzou na área. A bola ganhou amplitude, viajou sobre a zaga gremista até que Taison, nas costas de Rafinha, cabeceou para o fundo das redes de Gabriel Chapecó, 1 a 0. O Colorado voltou a assustar aos 44 minutos. O mesmo Edenílson girou sobre Geromel, bateu cruzado, em direção a Patrick, que chutou na trave. O placar permaneceu o mesmo na primeira etapa.

O fantasma da série B cada vez mais perto

Na segunda etapa, o técnico Diego Aguirre entendeu a fragilidade de Saravia no jogo. O Inter voltou a campo com Gabriel Mercado no lugar do lateral. Por outro lado, Vagner Mancini não abandonou a estratégia inicial e manteve a mesma equipe.

A insistência do comandante gremista durou pouco. Com o Inter dominando as ações ofensivas, aos 14 minutos, Borja e Villasanti deixam o campo para a entrada de Diego Souza e Campaz, excluindo assim a trinca de volantes. A troca surtiu efeito em um primeiro momento. Aos 17 minutos, Ferreirinha apareceu de surpresa entre os zagueiros do Inter. No cruzamento de Douglas Costa, a bola acabou só passando pela cabeça do atacante, assustando Marcelo Lomba.

À medida que o tempo passava, nada impedia a festa da torcida colorada em seus domínios. Com as entradas de Vanderson e Jean Pyerre, novamente o Grêmio assustou aos 32 minutos. Em tabela com Diego Souza, o lateral bateu rasteiro, obrigando Lomba a fazer boa defesa. O Inter apenas cadenciou o jogo, aproveitando alguns espaços deixados por um Tricolor desesperado pelo gol. Em um desses espaços, aos 38 minutos, Patrick abriu a jogada na entrada da grande área. O volante tocou para Edenílson que bateu colocado, mas a bola saiu pelo lado direito de Chapecó, quase ampliando o placar.

Com o Beira-Rio rugindo e Marcelo Lomba em grande noite, o Inter manteve o placar diante do Grêmio, empurrando o maior rival cada vez mais perto da série B do Brasileirão. Pela primeira vez na história, a dupla Geromel e Kanneman, juntos, saem derrotados de um Gre-Nal.

No final, a imagem que manchou a noite. Assim que o árbitro apitou o fim da partida, jogadores do Inter partiram para a torcida e buscaram caixões com a letra “B”, em alusão ao momento do rival. O ato não agradou jogadores como Thiago Santos e Rafinha, que partiram para cima. Patrick, um dos atletas do Inter que segurava os caixões no meio do campo, encarou os atletas do Grêmio e a confusão foi formada. No meio da pancadaria, o volante do Inter e Cortez, do Grêmio, receberam o cartão vermelho.

“Clássico é sempre assim. Os nervos estão à flor da pele. É inevitável. Quando eles ganharam, também teve zoação. Quem ganha tem esse direito de comemora”, disse o volante Edenílson no final da partida.

Campeonato Brasileiro – 30ª rodada – Gre-Nal 434

Inter 1

Marcelo Lomba; Saravia (Gabriel Mercado), Bruno Méndez, Victor Cuesta e Moisés; R. Dourado, R. Lindoso, Edenilson, Patrick e Taison (Maurício); Yuri Alberto (Johnny). Técnico: Diego Aguirre

Grêmio 0

G. Chapecó; Rafinha (Vanderson), Geromel, Kannemann e Cortez; Thiago Santos, Lucas Silva (Jean Pyerre) e Villasanti (Campaz); Ferreira (Alisson), Douglas Costa e Borja (Diego Souza). Técnico: Vagner Mancini

Gols: Taison (39/1T)

Cartões amarelos: Saravia, Moisés (Inter), Villasanti, Geromel, Thiago Santos (Grêmio)

Cartões vermelhos: Patrick (Inter), Cortez (Grêmio)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ), auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e  Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO). VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

Data e hora: 6 de novembro, às 19h. 

Local: Estádio Beira-Rio, Porto Alegre (RS).

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Município já contabiliza em janeiro, cinco vezes mais casos do que o total de dezembro de 2021

Obras serão realizadas nos bairros Laranjeiras e São João

Carro que atropelou o rapaz, fugiu do local do acidente sem prestar socorro

Olinda Bolsonaro estava internada no Hospital São João, em Registro, no interior paulista