Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio está rebaixado para a Série B de 2022

Tricolor venceu o Atlético/MG por 4 a 3, mas vitória não foi o suficiente para escapar do rebaixaento

Foto: Divulgação

O Grêmio caiu. A temporada desastrosa disputada em 2021 teve seu último capítulo na noite desta quinta-feira, na Arena, e o desfecho foi o pior possível para o torcedor: o Tricolor está rebaixado no Campeonato Brasileiro pela terceira vez em sua história. O triunfo por 4 a 3 sobre o Atlético-MG não foi suficiente para evitar a queda e a equipe irá jogar a Série B no ano de 2022. 

O time de Vagner Mancini não dependia só de si. Nos outros jogos, uma partida até ajudou. O Fortaleza virou sobre o Bahia e venceu por 2 a 1. Mas, com gol de pênalti no fim, o Juventude superou o Corinthians por 1 a 0 e ficou com a última vaga na Série A. 

No primeiro tempo, Diego Souza, duas vezes, e Campaz, marcaram para o Grêmio, que chegou a abrir 3 a 0. O Atlético-MG ensaiou uma reação e descontou com Dodô e Vargas. Na etapa final, Douglas Costa marcou, e Hyorran fechou o placar. Agora, o Grêmio se prepara para disputar a Série B do Campeonato Brasileiro na temporada 2022, com uma nova realidade financeira e esportiva. 

Primeiro tempo com vantagem e susto

Após a polêmica do início da semana, a principal dúvida era sobre a presença de Douglas Costa entre os titulares. O jogador foi confirmado na equipe por Mancini, que mandou a campo dois volantes, Thiago Santos e Lucas Silva. Na defesa, sem Geromel e Kannemann, suspensos, a zaga foi formada por Ruan e Rodrigues. No comando de ataque, o escolhido foi o autor do gol contra o Corinthians, Diego Souza. Assim, o time foi parecido com o que jogou no domingo.

Precisando da vitória para ter chances de escapar, o Grêmio começou fazendo a sua parte muito cedo. Logo aos seis minutos, na primeira chegada do Tricolor ao ataque, o gol. E ele começou justamente com o contestado Douglas Costa. Ele esperou a ultrapassagem de Rafinha na direita. Com precisão, o lateral levantou a bola na área. Lá, Diego Souza fez o que sabe. Subiu mais alto que a zaga do Galo e testou forte, sem chances para Rafael, fazendo 1 a 0 na Arena.

Em menos de cinco minutos, o Grêmio ampliou. De novo, com participação de Diego Souza. Após jogada no meio, a bola chegou para o centroavante na direita, já dentro da área. Ele fez o cruzamento, que encontrou Campaz, livre, como elemento surpresa. Ele colocou a bola sem goleiro para fazer 2 a 0 para o Tricolor.

O terceiro gol, aos 20 minutos do primeiro tempo, veio na bola parada. E foi um golaço. Após Thiago Santos sofrer falta na entrada da área, o atacante Diego Souza pegou a bola e não desperdiçou. Mandou uma bomba, sem chances para o goleiro Rafael, para ampliar a vantagem. O resultado, que parecia encaminhado, acabou complicando para o Grêmio ainda antes do intervalo. Aos 26, se aproveitando de falha de Rafinha, o lateral Dodô cortou a marcação e trouxe para dentro da área. Colocado, de perna direita, mandou um chutaço, na gaveta, sem chances para Gabriel Grando. 

O Grêmio pareceu sentir o gol do Bahia em Fortaleza, e desabou mentalmente. Ao piorar na partida, mais um castigo. Menos de 10 minutos depois, outro gol em falha de marcação do sistema defensivo. Vargas recebeu bola enfiada rasteira, pelo meio, e tocou na saída de Gabriel. A bola ainda passou embaixo das pernas do goleiro antes de morrer no fundo do gol para o 3 a 2.

Com os ânimos exaltados, a situação ficou tensa para o Grêmio em campo. Rafinha e Thiago Santos discutiram feio no gramado e, após o apito, precisaram sair separados pelos companheiros na direção do vestiário.

Segundo tempo de decepção 

Apesar de só o Grêmio precisar de um resultado, foi o Atlético-MG quem voltou melhor do intervalo. Ficou com a bola no início da etapa final, e chegou à frente, ganhando escanteios em sequência. Os laterais e os zagueiros do Tricolor sofreram muito com as bolas enfiadas em profundidade.

O desafogo, ao menos na própria partida, veio aos 14 minutos. Ferreira, de trivela, enfiou linda bola pelo meio. Douglas Costa saiu na cara do gol e bateu com força, no canto, sem chances para Rafael. Na comemoração do quarto gol do Tricolor na partida, acenou para a torcida, após a polêmica durante a semana.

Mesmo com a vitória parcial e o jogo definido, todas a Arena estava silenciada pela tensão. As atenções se viraram para os outros jogos. Vieram gritos e festa com a virada do Fortaleza sobre o Bahia no Castelão. Mas menos de um minuto depois o Juventude silenciava as pretensões gremistas.  De pênalti, Chico fez 1 a 0 para o Juventude, já no final da partida. 

O Grêmio ainda perdeu um pênalti nos minutos finais, com Borja desperdiçando a cobrança, e tomou gol de falta de Hyorran. Mesmo vencendo, acabou indo direto para a Série B do Brasileirão. 

Campeonato Brasileiro – 38ª rodada

Grêmio 4 

Gabriel Grando; Rafinha, Ruan, Rodrigues e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Lucas Silva, Ferreira, Campaz (Jhonata Robert) e Douglas Costa; Diego Souza (Borja). Técnico: Vagner Mancini

Atlético-MG 3

Rafael; Guga, Nathan Silva, Micael e Dodô; Tchê Tchê (Neto), Dylan (Hoyran), Calebe (Franco) e Vargas; Savarino (Savio) e Sasha (Felipe Felicio). Técnico: Cuca

Gols: Diego Souza (6/1T, 20/1T), Campaz (10/2T), Dodô (26/1T), Vargas (35/1T) Douglas Costa (14/2T), e Hyoran (45/2T)
Cartões amarelos: Douglas Costa, Diogo Barbosa e Thiago Santos (Grêmio); Borrero (Atlético-MG)
Arbitragem: Raphael Claus (SP)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data e hora: 09/12, às 21h30min
Público: 33.577 torcedores
Renda: R$ 1.061.832,00

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Da tarde para a noite, pancadas de chuvas isoladas poderão atingir a maioria das regiões

Acidente ocorreu no início da madrugada deste sábado, dia 22, na altura do Km 271 da rodovia

Anvisa autorizou ontem uso de imunizante para a faixa etária