Giro do Vale / Polícia / Taquari

Mulher é agredida com facão, e indivíduo vai preso por tentativa de feminicídio, em Taquari

As agressões teriam sido motivadas por dívida com o tráfico de drogas, e o homem detido é detento do semiaberto

Foto: Ilustração

Uma mulher de 31 anos, foi vítima de tentativa de feminicídio na noite de sexta-feira, dia 10, em Taquari. Moradores do Loteamento Tinguite fizeram contato com a Brigada Militar, informando que dois indivíduos estariam agredindo uma mulher.

A guarnição foi até o local informado e capturou um dos agressores. O outro homem que estava com ele conseguiu fugir. Ele estaria armado com uma pistola. O indivíduo que foi detido, foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Lajeado, onde confessou ser integrante de uma facção criminosa com atuação na região. Ele é preso do regime semiaberto e usa tornozeleira eletrônica, dispositivo que ele tentou deixar inoperante, cobrindo com papel laminado.

No local, os brigadianos detiveram um dos agressores. O outro, que estaria armado com uma pistola, conseguiu fugir. O detido, de 34 anos, foi levado à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Lajeado, onde informou que pertence à uma facção criminosa. Ele é preso do regime semiaberto e tentou impedir o monitoramento de sua localização, cobrindo a tornozeleira eletrônica com papel laminado.

A mulher foi conduzida para receber atendimento médico, já que tinha ferimentos provocados pelos golpes de facão, que foi apreendido no local.

De acordo com a polícia, as agressões teriam ocorrido em função de uma dívida que a vítima teria com os indivíduos, relacionadas ao tráfico de drogas.

Seguem sendo realizadas buscas na tentativa de localizar o outro agressor da mulher.

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Município já contabiliza em janeiro, cinco vezes mais casos do que o total de dezembro de 2021

Obras serão realizadas nos bairros Laranjeiras e São João

Carro que atropelou o rapaz, fugiu do local do acidente sem prestar socorro

Olinda Bolsonaro estava internada no Hospital São João, em Registro, no interior paulista