Giro do Vale / Geral

Domingo dos gaúchos será com predomínio de sol

São crescentes os indicativos de que uma onda de calor de grandes proporções atingirá o Centro da América do Sul

Foto: Divulgação

O domingo será mais um dia com tempo bastante aproveitável no Rio Grande do Sul, com a presença do sol em todas as regiões. São esperados, inclusive, momentos de céu claro em diversas áreas em parte do dia.

A temperatura começa uma trajetória de elevação. O amanhecer é agradável, mas aquece rapidamente e faz calor à tarde. Pancadas muito isoladas de chuva podem ocorrer da tarde para a noite no Oeste e no Noroeste gaúcho. No Vale do Taquari, a temperatura deve variar entre 17ºC e 33ºC. 

Metade do mês pode ter calor incomum 

São crescentes os indicativos de que uma onda de calor de grandes proporções atingirá o Centro da América do Sul na próxima semana. Todos os modelos numéricos analisados apontam o episódio de temperatura muito acima do normal. O que os modelos discrepam é sobre a magnitude da onda de calor.

No melhor cenário, conforme as simulações feitas por supercomputadores, a onda de calor seria muito intensa a extrema. No pior, o evento de calor teria magnitude sem precedentes em várias localidades com temperatura jamais vista e valores de máximas praticamente inconcebíveis diante do histórico da região.

É o caso do modelo norte-americano GFS que há dois dias projeta máximas de 45ºC a 50ºC para uma extensa área da Argentina, Uruguai e Rio Grande do Sul. Seria algo descomunal em termos de calor, uma vez que estes valores superam os recordes de máxima de todos os tempos do Rio Grande do Sul e do Brasil.

É muito possível que o modelo GFS dos Estados Unidos esteja superdimensionando o calor ao prever estes valores tão absurdamente fora do normal, mas o modelo europeu que é considerado o melhor entre os globais do mundo também indica uma feroz onda de calor, apenas que com máximas menos extremadas que o norte-americano.

Para a região de Buenos Aires, o europeu ontem indicava 42ºC a 43ºC. Para a área de Uruguaiana, 43ºC a 44ºC. Para a região de Porto Alegre, 40ºC a 42ºC. Estes extremos ocorreriam entre os dias 13 e 15, de acordo com a cidade. Como falta uma semana ainda para as datas que os modelos indicam que seriam as de calor mais extremo, os cenários podem mudar.

O que há de concreto hoje é a alta probabilidade de um evento de calor muito intenso na metade do mês no Centro da América do Sul e a possibilidade de serem atingidas marcas extremas e sem precedentes em diferentes pontos. Os serviços de Meteorologia da Argentina e Uruguai já lançaram ontem alertas sobre a onda de calor que deve se instalar ao longo da próxima semana.

MetSul / NIH Univates

Ainda não há comentários

Envie-nos o seu comentário

Publicidade

Últimas Notícias

Município já contabiliza em janeiro, cinco vezes mais casos do que o total de dezembro de 2021

Obras serão realizadas nos bairros Laranjeiras e São João

Carro que atropelou o rapaz, fugiu do local do acidente sem prestar socorro

Olinda Bolsonaro estava internada no Hospital São João, em Registro, no interior paulista