Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio busca virada, e vence o Aimoré

Após sair perdendo, Tricolor chegou ao 2 a 1 com Villasanti e Rodrigues

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O Grêmio teve atuação ruim a maior parte do tempo, levou susto, mas quase no apagar das luzes venceu de virada o Aimoré, por 2 a 1, na noite desta quarta-feira. Após sair perdendo, no Cristo Rei, em São Leopoldo, com um time basicamente reserva, os comandados de Vagner Mancini foram reforçados pelos titulares com as trocas e buscaram o resultado para manter a invencibilidade do Tricolor e a liderança do Gauchão. Os gols da partida foram marcados por Villasanti e Rodrigues, para o Grêmio, e Wesley Pacheco, para Índio Capilé.

Na próxima rodada o Tricolor tem um duelo importante, diante do Juventude. A partida está marcada para as 19h, no domingo, na Arena. No Cristo Rei, o Aimoré recebe o União Frederiquense, no sábado, às 21h.

Primeira etapa sem inspiração

Antes do começo da partida em São Leopoldo, Mancini resumiu o cenário: quem mostrar em campo que pode jogar, será o escolhido. As palavras parecem ter pesado na atmosfera, porque o que se viu no Cristo Rei foi uma partida que beirou o marasmo. 

No Aimoré, a estratégia estava focada no lado direito da defesa gremista, principalmente com ações de Vinicius Baiano e Wesley Pacheco. No Grêmio, Benítez foi escalado como armador, mas o argentino teve uma atuação apagada na primeira etapa quando o assunto era armar jogadas.

A primeira grande chance, no entanto, foi do Grêmio. Aos nove minutos, Benítez tocou para Rildo após passagem na grande área, e o garoto chegou finalizando. O atacante não contava com a boa defesa de Fabian Volpi. No rebote, Churín tentou aproveitar, mas  mandou sem perigo. O Tricolor voltaria a assustar a meta do Aimoré aos 20. De fora da área, Benítez tentou surpreender o goleiro. A bola quicou na pequena área antes de encaixar nas mãos de Volpi, que segurou firme.

No Aimoré, o gol poderia ter saído aos 25 minutos, com uma ajuda de Brenno, nitidamente sem ritmo. O goleiro tentou sair jogando, mas tocou direto nos pés de Wesley Pacheco que, para sorte do Tricolor, não conseguiu dominar a bola. A primeira etapa se encaminhava para o fim quando o Índio Capilé teve outra oportunidade. Wesley roubou a bola de Fernando Henrique no meio campo e tocou na direita da grande área para Wellington Reis. O volante tentou o chute, mas estufou as redes do lado de fora. Fim da primeira etapa com o placar fechado. 

Nicolas aparece e recoloca o Tricolor na partida

Para a segunda etapa, as mudanças foram feitas. Mancini mandou a campo aquele que recebeu o peso da camisa 10: Ferreira, que entrou no lugar de Rildo. Com o atacante, o Tricolor ganhou mais mobilidade.

O Grêmio retomou assustando. Ferreira abriu para Benítez no lado esquerdo. O argentino cruzou na entrada da grande área, aos 5 minutos, e Rodrigues cabeceou em direção a Churín. A bola pegou na barriga do centroavante e caiu nas mãos de Volpi.

Na frente, o Tricolor tentava as ações ofensivas, mas seguia frágil no lado esquerdo defensivo – e foi assim que o Aimoré abriu o placar. Raphael Soares escapou pelo setor do campo e cruzou rasteiro para a pequena área. Quase como um míssel, o atacante Wesley Pacheco chegou de carrinho e completou para dentro da meta: 1 a 0.

Pressionados, os reservas do Grêmio não esboçaram reação em São Leopoldo. Mancini se viu obrigado a lançar os titulares Diego Souza e Janderson a campo, mas os dois pouco produziram. A partida ganhava ares de derrota quando Villasanti, que quase não havia aparecido na primeira etapa, recolocou o Tricolor no jogo. Em cruzamento de Nicolas, o volante surgiu de surpresa entre os zagueiros do Aimoré e completou de cabeça para o fundo das redes: 1 a 1 no placar e 32 minutos no relógio do árbitro.

O mesmo Nicolas apareceu novamente aos 42 minutos. Em cruzamento, o lateral mandou para a grande área. Diego Souza fez a parede e Rodrigues completou para o fundo das redes. 2 a 1 e a virada foi decretada em São Leopoldo. Nos minutos finais, os gremistas ainda tiveram que segurar o abafa do Aimoré, com um a menos. Gustavo Marins foi expulso após falta feia e deixou o Tricolor com dez em campo.

Apesar disso, o Grêmio controlou a bola no campo de ataque e manteve a vantagem. O Tricolor é líder do Gauchão, com 13 pontos. O Aimoré estacionou na sexta posição e segue lutando para entrar no G4.

Campeonato Gaúcho – 5ª rodada 

Aimoré 1

Fabian Volpi; Bruno Ferreira, Henrique, Darlan e Raphael Soares; Wellington Reis, Mardley (Paulinho Dias), Wagner e Adriano (Sassá); Vinicius Baiano (Luís Soares) e Wesley Pacheco (Marco Antônio). Técnico: Rafael Lacerda.

Grêmio 2 

Brenno; Lucas Kawan (Ferreira), Rodrigues, Gustavo Marins e Nicolas; Fernando Henrique (Victor Bobsin) e Villasanti; Gabriel Silva (Janderson), Benitez, Rildo (Bruno Alves); Diego Churín (Diego Souza). Técnico: Vagner Mancini.

Cartões amarelos: Fabian Volpi, Henrique, Wellington Reis, Wesley Pacheco (Aimoré), Nicolas e Fernando Henrique (Grêmio).

Cartão vermelho: Gustavo Marins

Gols: Wesley Pacheco (14min/2T) (Aimoré), Villasanti (32min/2T) e Rodrigues (41min/2T) (Grêmio)

Arbitragem: Roger Goulart, auxiliado por Claiton Timm e Artur Avelino Birk Preissler.

Local: Cristo Rei, em São Leopoldo (RS).

Data: Quarta-feira, às 20h30min, 9 de fevereiro de 2022. 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Declaração ocorre após pressão feita por correligionários para que ex-governador desista de disputar cargo neste ano

Campo de futebol sete do Parque Pôr do Sol passa a levar o seu nome

Acidente ocorreu no km 34 da rodovia, na localidade de Linha Cordilheira

Três carros se envolveram na colisão que vitimou um jovem de 18 anos