Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio empata com o Juventude da Arena, com gol no final da partida

Nicolas marcou aos 46 minutos do segundo tempo e evitou primeira derrota tricolor na competição

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Com gol aos 46 minutos do segundo tempo, o Grêmio buscou o empate com o Juventude, em 1 a 1, na Arena, na noite deste domingo, pela sexta rodada do Gauchão, e segue invicto na temporada 2022. O resultado mantém o time do técnico Vagner Mancini – que ouviu vaias ao fim da partida – na liderança com 14 pontos. O Ju, por sua vez, permanece desesperado e ainda sem vencer no campeonato estadual. É o 11°, com três pontos e dentro da zona de rebaixamento. 

Em duelo equilibrado e de poucos espaços, o Verdão da Serra abriu o placar em contragolpe, aos 35 minutos, com o atacante Capixaba, já no segundo tempo. Na pressão, o lateral Nicolas, que veio do banco, empatou para o Tricolor aos 46 minutos em finalização cruzada.

Na próxima rodada, o Grêmio visita o União Frederiquense, na quarta-feira, às 19h, em Frederico Westphalen. O Juventude recebe o São José, no Alfredo Jaconi, na quinta-feira, às 21h. 

Ferreira deixa o campo lesionado

O principal jogador do Grêmio, Ferreira, deixou o campo reclamando de dores na coxa logo no começo do segundo tempo. O jovem Gabriel Silva entrou no seu lugar. A condição física do atleta preocupa o departamento médico, que deverá avaliar sua situação nas próximas horas. 

Igualdade e equilíbrio

Na volta dos titulares, o técnico Vagner Mancini mandou uma equipe sem surpresas para o gramado. Adiantando a marcação, o Grêmio soube sufocar o Ju no começo do duelo. Aos 5 minutos, o atacante Ferreira em lance de recuperação, limpou dois marcadores e obrigou o goleiro Cesar a grande defesa. Eram do camisa 10 as melhores ações ofensivas tricolores. A partir dos 15 minutos, o Verdão da Serra passou a equilibrar as ações e projetar seu time mais no ataque. Em erro do lateral Diogo Barbosa, que entregou a bola nos pés de Ricardo Bueno, o volante Capixaba aproveitou e finalizou tirando tinta da trave do goleiro Brenno. 

O jogo passou a ficar lá e cá, com ambos os times trocando golpes. Ferreira tentou tabela com Diego Souza dentro da área, mas o centroavante ajeitou mal e a chance foi desperdiçada aos 24 minutos. Na sequência, o atacante Guilherme Parede respondeu com finalização forte de longe, que o goleiro Brenno espalmou bem. Novamente, o arqueiro tricolor fez boa intervenção em chute de longe do meia Moraes. 

Aos 42 minutos, a equipe da Serra chegou bem em duas oportunidades. O lateral Orejuela falhou e deixou Parede em boas condições para chutar. O atacante soltou a bomba cruzada e Brenno de novo teve boa participação. Logo em seguida, o lateral William Moraes avançou pela esquerda e cruzou para a área. A bola raspou nos pés do centroavante Bueno que perdeu de estufar as redes.

O Grêmio deu a resposta em dois contragolpes. O volante Thiago Santos pegou a sobra, avançou a dribles e finalizou para defesa de Cesar. A bola caiu nos pés de Benítez, que cruzou até Ferreira isolar por cima do gol já dentro da área. Sumido do jogo, o centroavante Diego Souza arrancou o maior “Uh” do torcedor no último lance. Benítez cobrou escanteio e ele apareceu cabeceando forte no poste de Cesar. 

Nicolas salva no fim

O segundo tempo começou animado, com os dois times seguindo em busca do ataque. Logo no primeiro minuto, o meia Benitez furou chance dentro da área. Aos 10, o atacante Ferreira, que sentiu dores na coxa, precisou ser substituído. Ele foi o principal jogador da primeira etapa gremista. Mancini escolheu o jovem Gabriel Silva para sua vaga. 

Aos 17 minutos, Kelvi soltou a bomba na sobra do escanteio e Brenno fez grande defesa. No rebote, o centroavante Ricardo Bueno não conseguiu empurrar para o gol. Logo como resposta, o garoto Gabriel Silva, em lance individual, chutou cruzado e o goleiro Cesar espalmou para fora. 

A igualdade no marcador se retratava bem em campo. Os dois times esperavam a chance para contragolpear e criarem chances. Aos 32 minutos, Benítez e Diego Souza tabelaram bem e a bola chegou para Janderson chutar por cima. Em seguida, foi a vez do argentino mandar a bola nas mãos do goleiro Cesar. Por se lançar para o ataque, o Grêmio deu espaços na defesa e o Juventude soube aproveitar. Parede inverteu linda bola para Jadson, que ajeitou para Capixaba finalizar cara a cara com o goleiro Brenno, que não teve chance de defender. 

O Tricolor se lançou ao ataque para buscar o empate e encontrou. Aos 46 minutos, o lateral Nicolas, que havia entrado na vaga de Diogo Barbosa logo após o gol adversário, finalizou cruzado de longe e com efeito. O goleiro Cesar não conseguiu defender e a bola morreu no fundo das redes. Apesar da pressão gremista, o resultado ficou em 1 a 1. Ao apito final, algumas vaias foram ouvidas das arquibancadas da Arena. 

Campeonato Gaúcho – 6ª rodada

Grêmio 1 

Brenno; Orejuela (Rodrigues), Bruno Alves, Geromel e Diogo Barbosa (Nicolas); Thiago Santos e Lucas Silva (Villasanti); Janderson, Benítez (Rildo) e Ferreira (Gabriel Silva); Diego Souza. Técnico: Vagner Mancini.

Juventude 1 

César; Rodrigo Soares, Danilo Boza, William Matheus e Moraes; Élton, Jadson, Kelvi; Guilherme Parede, Capixaba (Hélio) e Ricardo Bueno (Pitta).
Técnico: Eduardo Barros (interino). 

Gols: Capixaba (35min/2T°) Nicolas (46min/2T°)
Cartões amarelos: Guilherme Parede, Capixaba e Elton (Juventude) Thiago Santos e Diego Souza (Grêmio)
Arbitragem: Daniel Nobre Bins, auxiliado por Lucio Beiersdorf Flor e Tiago Augusto Kappes Diel.  
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data: 19h, neste domingo, 13 de fevereiro de 2022. 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Cerca de 155 agentes cumpriram 30 mandados judiciais em 12 cidades gaúchas, tendo como alvos também a caça ilegal e o tráfico de armas

Com bastante nebulosidade e tempo instável, a temperatura varia pouco

Foi descartado qualquer tipo de sinal de violência no corpo da criança

Foi a quinta vez consecutiva que prêmio não teve seis acertadores