Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio empata com Novo Hamburgo, repete atuação ruim e adia avanço na Gauchão

Tricolor volta a jogar pouco, e empate em 1 a 1 não é suficiente para garantir vaga antecipada nas semifinais do Estadual

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O Grêmio precisava dar uma resposta, neste sábado, após a eliminação vexatória na primeira fase da Copa do Brasil. Não conseguiu. Voltou a jogar pouco e só buscou o empate em 1 a 1 contra o Novo Hamburgo no fim da partida. O resultado, no Estádio do Vale pela 10ª rodada do Gauchão, não é suficiente para assegurar a classificação para a próxima fase com antecedência.

No primeiro tempo, Da Silva, cria da base do Tricolor, recebeu de costas, girou sobre Bruno Alves e bateu forte, no alto, para fazer 1 a 0 para o Novo Hamburgo. Já no fim do jogo, Gabriel Silva marcou seu primeiro gol com a camisa do Tricolor e garantiu o empate.

Agora, o Grêmio volta a campo na quarta-feira, quando enfrenta o Inter no clássico Gre-Nal 435, às 21h. A partida é jogo atrasado válido pela 9ª rodada do Gauchão, já que foi adiado após torcedores do Inter arremessarem pedras contra o ônibus gremista.

Grêmio joga pouco e leva gol

O técnico Roger Machado optou por escalar aquilo que tinha de melhor à disposição após a eliminação na primeira fase da Copa do Brasil. E contou com a volta de Villasanti, que havia ficado ferido no atentado no Beira-Rio. O treinador abriu mão dos três volantes, com Campaz centralizado na armação e Rildo e Janderson pelas pontas. Diego Souza mais uma vez esteve no comando de ataque.

Seja por conta do forte calor ou do gramado, o jogo começou morno, sem finalizações perigosas nos primeiros 15 minutos. A situação só mudou aos 18, quando o Novo Hamburgo teve escanteio pelo lado esquerdo. Após o levantamento, Luis Gustavo subiu mais que a zaga e cabeceou. Brenno defendeu errado, espalmou para o lado e Michel Renner pegou o rebote. Meio caindo, ele ainda finalizou, e ela foi na trave esquerda, levando perigo ao Tricolor.

Apostando na velocidade, o Novo Hamburgo chegou ao seu gol aos 26 minutos. Camargo recebeu na direita, passou por Nícolas e acionou Da Silva. O centroavante girou muito bem sobre Bruno Alves, e fuzilou no alto. Apesar do chute forte, o goleiro Brenno não esticou o braço, e a bola morreu no fundo do gol, para abrir o placar para os donos da casa.

O sistema defensivo seguiu apresentando problemas e, aos 36, o Novo Hamburgo quase ampliou em lance muito parecido. Da Silva recebeu de novo na direita, arrancou em direção à área e finalizou forte. A pancada encontrou o travessão de Brenno, que ficou só olhando. Para a sorte do Tricolor, a bola não entrou, e o prejuízo ao intervalo foi menor com apenas 1 a 0 de desvantagem.

Tricolor demora a engrenar e empata no fim

Os dois times voltaram com a mesma escalação para o segundo tempo, quando a chuva apertou no Estádio do Vale. O Grêmio seguiu com dificuldades. Os dois jogadores que mais tentaram, mesmo errando mais, foram Rildo e Campaz. O primeiro, aos 8, levou perigo ao goleiro Raul, finalizando colocado, de longe, obrigando a espalmar para escanteio.

Aos 11, o Grêmio tentou responder. Sempre com Rildo armando as jogadas. Um lance pela direita, com ele, originou um bate-rebate na área. Ela sobrou para Janderson, na marca do pênalti. Ele chutou de bate-pronto, obrigando o goleiro Raul a saltar e mandar para escanteio, fazendo mais uma boa defesa.

Para tentar manter a pressão e buscar ao menos a igualdade no placar, Roger fez duas alterações. Sacou Janderson para a entrada de Elias, e também tentou corrigir um problema de marcação apresentado no meio desde o início da partida. Para isso, Bitello entrou no lugar de Thiago Santos, que mais uma vez fez uma partida muito ruim com a camisa do Grêmio. 

Ao longo da segunda etapa, Roger seguiu fazendo modificações. Colocou em campo o meia Benítez, que mais uma vez não conseguiu mostrar futebol. O meia Gabriel e o atacante Vini Paulista também entraram. Mesmo com vários atacantes (Diego Souza seguiu em campo), foi um meia quem marcou.

Após cruzamento aos 40 do segundo tempo, em escanteio, meio sem querer, a bola bateu em Gabriel, que conseguiu o empate para o Tricolor, em mais uma atuação decepcionante. 

Campeonato Gaúcho – 10ª rodada

Novo Hamburgo 1

Raul; Camargo, Islan, Luis Gustavo (Kesley) e Higor; Kaio (Welton Heleno), Felipe Guedes, Alex Nagib (Edinei), Junior Timbó (Jeffinho) e Michel Renner (Escobar); Da Silva. Técnico: Gelson Conte

Grêmio 1  

Brenno; Orejuela, Geromel, Bruno Alves e Nicolas; Thiago Santos (Bitello), Villasanti (Vini Paulista), Campaz (Benitez), Janderson (Elias) e Rildo (Gabriel Silva); Diego Souza. Técnico: Roger Machado

Gols: Da Silva (26/1T), Gabriel Silva (40/2T)

Cartões amarelos: Da Silva, Alex Nagib e Camargo (Novo Hamburgo)

Arbitragem: Jean Pierre Lima 

Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS)

Data e hora: 05/03, às 16h30min

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Cerca de 155 agentes cumpriram 30 mandados judiciais em 12 cidades gaúchas, tendo como alvos também a caça ilegal e o tráfico de armas

Com bastante nebulosidade e tempo instável, a temperatura varia pouco

Foi descartado qualquer tipo de sinal de violência no corpo da criança

Foi a quinta vez consecutiva que prêmio não teve seis acertadores