Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio perde para o Mirassol com um a mais e dá vexame na 1ª fase da Copa do Brasil

Tricolor errou demais defensivamente, foi derrotado por 3 a 2 e está eliminado na fase inicial da competição

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O Grêmio precisava apenas de um empate para avançar para a segunda fase da Copa do Brasil, mas deu vexame. Errou demais defensivamente e, mesmo com um jogador a mais por cerca de meia hora, teve uma atuação ruim e perdeu por 3 a 2 para o Mirassol, na noite desta terça-feira, no interior de São Paulo. Com o resultado, o Tricolor está eliminado pela primeira vez na sua história na fase inicial da competição nacional. 

O jogo foi movimentado, com direito a duas viradas. Primeiro, aos 5, Camilo abriu o placar para o Mirassol. Ainda na etapa inicial, o Tricolor virou, com Diego Souza e Bruno Alves. Minutos depois, Fabricio Daniel empatou de novo. E, no início da segunda etapa, Fabinho marcou e decidiu a classificação histórica dos donos da casa.

Na próxima fase da Copa do Brasil, o Mirassol enfrenta o Azuriz, do Paraná, que eliminou o Botafogo de Ribeirão Preto. Ainda não há data para o duelo. Pelo Gauchão, o Tricolor volta a campo no sábado, quando enfrenta o Novo Hamburgo, no Estádio do Vale, às 16h30min. 

Primeiro tempo movimentado 

Após o incidente no Gre-Nal, Roger Machado não pôde contar com Villasanti, ainda se recuperando dos ferimentos após o ônibus ter sido atingido por pedradas. Assim, o tripé de volantes foi formado por Thiago Santos, Gabriel Silva e Bitello, mantendo a base do time utilizado contra o São Luiz, na Arena. E contou com um retorno: recuperado de lesão, Diego Souza foi centroavante escalado para o comando do ataque.

Perigoso, o Mirassol começou melhor, com pelo menos duas finalizações. Na terceira, aos 5, chegou ao seu gol. Fabrício Daniel arriscou de fora, e o goleiro Brenno espalmou para o meio da área. No rebote, Camilo mergulhou de peixinho e, de cabeça, abriu o placar para os donos da casa.

O Grêmio tentou responder no minuto seguinte. Rildo recebeu na esquerda, limpou a marcação e tentou finalização colocada. Ele obrigou o goleiro Darley a mergulhar no campo para espalmar para escanteio e evitar o empate na sequência.

Pior no jogo, o Grêmio encontrou em um de seus artilheiros o desafogo. Diego Souza recebeu a cobrança de lateral de costas para o gol, fez a parede e escorou para finalização de Rildo, que desviou na zaga, saindo para escanteio pelo lado esquerdo. Aos 19 minutos, o camisa 29 estava na marca do pênalti para subir mais que a zaga e, após o levantamento, cabecear para o fundo do gol e empatar a partida em 1 a 1. 

A virada veio três minutos depois, em um lance polêmico. O Grêmio cobrou falta do lado direito de novo com Nícolas e, na marca do pênalti, Bruno Alves apareceu para complementar com a ponta do pé. A posição do zagueiro, no entanto, era duvidosa. Como não há árbitro de vídeo na primeira fase da Copa do Brasil, o gol foi confirmado e o Tricolor chegou ao 2 a 1. 

Em um jogo franco e aberto, também não demorou para o Mirassol voltar a empatar a partida. Dessa vez, em falha do sistema defensivo e do goleiro do Tricolor. Primeiro, Fabricio Daniel aparou cruzamento baixo livre, na marca do pênalti, sem nenhum zagueiro para incomodá-lo. Depois, a cabeçada foi parar na rede graças a uma falha de Brenno, que escorregou, contribuindo muito para o empate em 2 a 2, que permaneceu até chegar ao intervalo. 

Gol no início do segundo tempo define eliminação 

A exemplo do que aconteceu na etapa inicial, o Mirassol iniciou melhor o segundo tempo. Com três minutos, foram três finalizações. Aos 8, merecidamente o time do interior de São Paulo construiu mais uma virada, bagunçando completamente a defesa do Grêmio. Após bom passe de Camilo, Fabinho invadiu a área a dribles, limpando Orejuela com um só toque. Na saída de Brenno, bateu colocado para anotar o 3 a 2.

Vendo-se mais uma vez em desvantagem no placar, Roger Machado lançou o time ao ataque com suas alterações. Sacou Rildo, que fez boa partida, para colocar em campo Elias juntamente com Diego Souza, como já falou que pretende utilizar o jogador ao longo da temporada. Também tirou o jovem Gabriel Silva para a entrada do meia Benítez, voltando de lesão. 

Aos 14 minutos, o Grêmio voltou a ter uma vantagem importante. Camilo entrou duro, solando Bruno Alves, e recebeu cartão vermelho direto do árbitro catarinense. Assim, Roger seguiu lançando o time para frente. E abriu mão completamente do setor de marcação. Sacou o volante Bitello para a entrada do contestado Churín, e o participativo Janderson para colocar mais um meia armador de velocidade, Campaz. 

No fim, o Grêmio ensaiou uma pressão. Tentou finalizações com Benítez e Orejuela, ainda que de forma meio desorganizada. Teve até bola no travessão, em chutaço de Elias, nos minutos finais. Mas a bola não entrou, e nada foi capaz de evitar o vexame. Pela primeira vez em sua história, o Grêmio está fora da Copa do Brasil ainda na primeira fase. 

Copa do Brasil – 1ª fase 

Mirassol 3

Darley; Rodrigo Gerreira, Thalisson, Lucão e Pará; Luís Oyama, Neto Moura, Fabricio Daniel (Ednei) e Camilo; Negueba (Fabinho) e Zeca (Rafael Silva). Técnico: Eduardo Batista

Grêmio 2 

Brenno; Orejuela, Geromel, Bruno Alves e Nícolas; Thiago Santos (Lucas Silva), Bitello (Churin), Gabriel Silva (Benitez), Janderson (Campaz) e Rildo (Elias); Diego Souza. Técnico: Roger Machado

Gols: Camilo (5/1T); Diego Souza (19/1T), Bruno Alves (22/1T), Fabricio Daniel (29/1T), Fabinho (8/2T)

Cartões amarelos: Luis Oyama, Fabricio Daniel (Mirassol); Janderson e Pedro Geromel (Grêmio) 

Cartões vermelhos: Camilo (Mirassol) 

Arbitragem: Ramon Abatti Abel (SC) 

Local: Estádio Campos Maia, em Mirassol (SP) 

Data e hora: 01°/03, às 21h30min

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Declaração ocorre após pressão feita por correligionários para que ex-governador desista de disputar cargo neste ano

Campo de futebol sete do Parque Pôr do Sol passa a levar o seu nome

Acidente ocorreu no km 34 da rodovia, na localidade de Linha Cordilheira

Três carros se envolveram na colisão que vitimou um jovem de 18 anos