Giro do Vale / Política

Milton Ribeiro pede exoneração do Ministério da Educação, após denúncia de esquema envolvendo pastores

Ele virou alvo de inquérito da Polícia Federal, e está no centro de escândalo sobre pedido de propina

Foto: Divulgação

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, pediu demissão do cargo após reunião com o presidente Jair Bolsonaro realizada nesta segunda-feira, dia 28, no Palácio do Planalto. 

O tema principal do encontro foi a crise no Ministério da Educação, que começou depois de denúncias de que dois pastores estariam pedindo propina para facilitar a liberação de verbas da pasta.

No encontro, o ministro entregou uma carta de demissão. Na tarde de hoje, foi publicada uma edição extra do Diário Oficial da União, confirmando a exoneração de Ribeiro.

A saída é uma forma de encerrar a crise provocada pelas suspeitas no MEC. Integrantes da ala política do governo e até representantes da bancada evangélica no Congresso Nacional defendiam a saída de Ribeiro.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Declaração ocorre após pressão feita por correligionários para que ex-governador desista de disputar cargo neste ano

Campo de futebol sete do Parque Pôr do Sol passa a levar o seu nome

Acidente ocorreu no km 34 da rodovia, na localidade de Linha Cordilheira

Três carros se envolveram na colisão que vitimou um jovem de 18 anos