Giro do Vale / Bom Retiro do Sul

Bom Retiro do Sul comemora desempenho no combate ao aedes aegypti em 2022

Com número reduzido de casos de dengue, município reforça necessidade de seguir cuidados para evitar a proliferação do mosquito

Vistoria visa eliminar pontos com água. (Foto: Fernando Dias / Divulgação)

Dado a emergência de saúde pública de 2021 causada pela dengue entre os meses de abril e junho, Bom Retiro do Sul contabilizou aproximadamente 700 casos neste período. Desde então, a Secretaria Municipal de Saúde investiu em políticas de saúde pública e também de educação no combate ao mosquito.

Conforme o Biomédico Alessandro Martins, fiscal de Vigilância Sanitária e coordenador do setor de Combate a Endemias, a emergência de 2021 deixou um aprendizado muito importante para o município, que desde aquele período intensificou as ações que tangem a temática do mosquito da dengue. “As políticas de enfrentamento ao mosquito se basearam fortemente na educação da população, que semanalmente se depara com alguma postagem nas redes sociais, e também ações educativas nos bairros, que reforçam e remetem as ações a respeito do combate à dengue, mesmo em épocas que não haviam casos ativos”, relatou.

Agora no ano de 2022, a região do Vale do Taquari novamente se encontra em estado crítico de saúde, entretanto os números oficiais de Bom Retiro do Sul até a presente data contabilizam 14 casos (sendo uma parte deles importados), lembrando que no ano passado na mesma data a contagem oficial era 309 casos.

“O poder municipal entendeu a necessidade da intensificação dos cuidados nesta área, mobilizou diversas secretarias para prestar apoio no combate ao mosquito da dengue, adquiriu insumos e diversos equipamentos, assim como também recursos humanos para manter o combate a dengue em constante movimento, mesmo nas épocas onde não há atividade significante do mosquito”, destacou Alessandro Martins.

Como resultado dos constantes esforços que começaram em abril de 2021, Bom Retiro do Sul colhe ótimos resultados, estes comprovados pelo baixo número de casos neste ano; também é importante ressaltar que em fevereiro o município foi convidado pela 16ª CRS para prestar apoio em treinamento, para municípios que vem enfrentando maiores complicações com o aedes aegypti.

Apesar dos recursos materiais e humanos que o município vem empregando nos esforços do combate ao mosquito da dengue, o real resultado vem da adesão da comunidade às políticas de enfrentamento propostas pelo município.

AI

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Cerca de 155 agentes cumpriram 30 mandados judiciais em 12 cidades gaúchas, tendo como alvos também a caça ilegal e o tráfico de armas

Com bastante nebulosidade e tempo instável, a temperatura varia pouco

Foi descartado qualquer tipo de sinal de violência no corpo da criança

Foi a quinta vez consecutiva que prêmio não teve seis acertadores