Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio empata com o Vila Nova e segue fora do G-4 da Série B

Tricolor teve um gol anulado na partida

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Do outro lado, o vice-lanterna da Série B. Mas mesmo com a fragilidade do adversário, o Grêmio não saiu do empate em 0 a 0 na tarde deste domingo diante do Vila Nova, no Serra Dourada, pela Série B. O Tricolor chegou a ter um gol anulado no primeiro tempo e agora acumula o quarto jogo seguido sem uma vitória na competição. O resultado tirou a chance dos comandados de Roger Machado de retornarem ao G-4.

Em um primeiro tempo de amplo domínio, o Tricolor pecou pelas falhas nas finalizações, principalmente com relação a jogadores como Campaz e Biel, que deixaram a desejar no último passe, marcação e movimentação em campo. Na segunda etapa, o Vila Nova mostrou desempenho superior aos visitantes e assustou. Roger desfez o esquema com três zagueiros, mas, mesmo assim, o placar não foi aberto. Nos acréscimos, um possível toque de mão na zaga do Vila não foi sequer revisado pelo VAR, o que gerou uma grande reclamação da comissão técnica e jogadores.

Com o empate, o Tricolor sobe para a quinta posição, com 13 pontos, dois a menos que o Sport, equipe que abre o G-4. Na próxima rodada, Roger e companhia encaram o Vasco, na quinta-feira, às 20h, em São Januário. Essa é a primeira de três partidas seguidas contra equipes que lutam pela parte de cima da tabela.

Com a ausência de gols, erros e nervosismo

Ainda na escalação, a primeira surpresa. A ausência de Walter Kannemann. Ao longo da semana, Roger deu indícios que usaria o novo esquema com três zagueiros. A projeção era de que o argentino estivesse ao lado de Geromel e Bruno Alves. Porém, Rodrigues foi o escolhido para o setor defensivo. Kannemann não ficou nem ao menos no banco de reservas devido a uma gastroenterite.

Dentro de campo, com um Tricolor postado em 3-4-3, a primeira boa chance foi azul. O relógio ainda não marcava um minuto quando Villasanti chutou cruzado pelo lado direito de ataque. Tony fez boa defesa, a bola sobrou para Bitello, que tentou o cruzamento para a pequena área. Ninguém, no entanto, completou. O Grêmio assustou de novo aos oito. Em jogada rápida pela esquerda, Biel recebeu sozinho frente a frente com o arqueiro do Vila. O atacante pareceu hesitar em um primeiro momento e bateu em cima de Tony, que fez boa defesa.

Quase um minuto após a jogada de Biel, o Tricolor abriu o placar. Villasanti recupera a bola na grande área, chega a linha de fundo e cruza para Diego Souza, que completou para as redes. O placar estaria inaugurando se não fosse a arbitragem, que viu falta do volante do Grêmio no começo da jogada em Rafinha. Gol anulado.

Ao longo da primeira etapa o Grêmio fez valer a superioridade técnica. Com jogadas direcionadas principalmente entre Nicolas e Biel, o Tricolor tentava furar as linhas dos donos da casa, que em diversos momentos pressionavam a saída de bola, insistindo em um possível erro do esquema de Roger. O Vila assustou aos 24, em uma bate-rebate na zaga. A bola sobrou para Matheuzinho, que livre de marcação, pegou mal na bola e mandou por cima da meta de Brenno.

O Tricolor manteve o domínio do jogo, mas pecou na finalização, principalmente nas ações ofensivas que chegavam aos pés de Biel. Roger se viu obrigado a mudar o lado do jogador, que foi para o setor direito, enquanto Campaz se posicionou no esquerdo. A movimentação não teve um efeito imediato e com a pressão pelo resultado, os erros começaram a aparecer acompanhados do nervosismo. A primeira etapa terminou assim, 0 a 0 no placar.

Nervosismo como marca da segunda etapa

O desempenho abaixo no final da primeira etapa foi decisivo para que Roger promovesse trocas. Campaz deixou o gramado para a entrada de Janderson, substituição que também era aguardada para Biel, que não fez um bom primeiro tempo.

Com o foco na segunda etapa ou não, o Vila Nova assustou muito antes do placar marcar o primeiro minuto. Após um chute cruzado pela esquerda defendido por Brenno, a bola é alçada na área. Daniel Amorim cabeceia e o Tricolor é salvo pelo travessão. Novamente, o VAR é acionado para um possível pênalti, mas nada foi marcado.

A primeira metade da segunda etapa foi de amplo domínio dos donos da casa. O Vila assustava e o Grêmio recuava. A falta de criação e de poderio ofensivo fez com que Roger sacasse Diego Souza e promovesse a entrada de Elkeson. Em uma das raras movimentações, Janderson, que entrou bem pelo lado esquerdo, puxou o contra-ataque rápido e inverteu para Biel, que deixou para Bitello. O chute saiu forte, mas passou muito perto do canto esquerdo de Tony. O placar, que marcava 24 minutos, permaneceu inalterado.

Os mesmos três jogadores apareceram novamente aos 26. Janderson cruzou rasteiro do lado esquerdo para o lado direito, onde estava Bitello. O volante tocou para Biel, que simplesmente isolou a bola por cima da meta do Vila Nova. Talvez um dos principais pontos da etapa complementar foram as trocas de Roger, que pressionado pela ausência de gol, desfez o esquema com três zagueiros.Geromel e Bruno Alves continuaram a coordenar o setor no decorrer da partida.

E foi graças às trocas que o Tricolor pode assustar novamente. Elias, que entrou no lugar de Rodrigues, avançou pelo lado esquerdo e, na iniciativa individual, tentou o chute de fora da área. A bola escorregou pela rede do lado de fora, enganando até mesmo o público que estava no Serra Dourada. Quase que o placar saiu do 0 a 0 aos 32 minutos. A resposta do Vila veio aos 37. Sozinho na entrada da grande área, Matheuzinho recebeu e bateu colocado no canto direito de Brenno, que se esticou, mas não alcançou nada. Para sorte do Tricolor, o arremate, apesar de bem feito, foi para fora.

A medida que o placar deslizava os números do cronômetro, a impressão dentro de campo era de que o Grêmio se conteve com o empate diante do 19º colocado da Série B. Mesmo com a visível superioridade técnica, o esquema proposto por Roger Machaco não conseguiu traduzir o jogo em gols. A ausência de gols aumentou o nervosismo do elenco, que errou em diversos momentos.  

Ainda nos acréscimos, o Grêmio reclamou de um possível lance de mão na bola envolvendo a zaga do Vila Nova. A reclamação foi geral, mas a jogada não chegou a ser revisada pelo VAR. Mesmo com o um ponto conquistado, o Tricolor perdeu a chance de retornar ao G-4 e o caminho de retorno à elite fica cada vez mais complicado.

Campeonato Brasileiro Série B – 9ª rodada

Vila Nova-GO 0

Tony; Alex Silva, Alisson Cassiano (Rafael Donato), Renato e Bruno Collaço; Rafinha (Pedro Bambu), Pablo (Ralf) e Wagner (Jean Silva) ; Matheuzinho, Daniel Amorim e Pablo Dyego. Técnico: Dado Cavalcanti

Grêmio 0

Brenno; Rodrigues (Elias), Geromel e Bruno Alves; Sarará (Varela), Villasanti, Bitelo e Nicolas; Campaz (Janderson) e Biel (Benítez);  Diego Souza (Elkeson). Técnico: Roger Machado. 

Cartões amarelos: Pedro Geromel, Benítez (Grêmio) e Matheuzinho (Vila Nova)

Arbitragem: Douglas Marques das Flores (SP). 

Assistentes: Daniel Ziolli e Fabrini Costa (SP)

VAR: Caio Max Vieira (RN)

Data e hora: 29 de maio, domingo, às 16h. 

Local: Serra Dourada, Goiânia (GO). 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Crime foi registrado no Bairro Vale dos Pinheiros

As duas vítimas fatais estavam em uma Parati com placa de Cruzeiro do Sul

Estado também terá o avanço de ar frio e seco neste final de semana

Após vitória com autoridade, Colorado é terceiro colocado, com 24 pontos e segue na caça aos líderes da competição