Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio joga mal e é derrotado pelo Cruzeiro na Série B

Tricolor teve atuação apática no primeiro tempo e sofreu gol na infelicidade de Rodrigo Ferreira

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

No confronto de “Série A”, na Arena Independência, o Grêmio não apresentou bom futebol e foi derrotado merecidamente pelo Cruzeiro por 1 a 0. O gol da partida foi marcado por Rodrigo Ferreira, contra, aos 26 minutos do primeiro tempo. Com o resultado, os gaúchos caíram para a 4ª colocação da Série B com 10 pontos.

Empurrado pelo seu torcedor, a Raposa foi superior na etapa inicial e construiu a vitória por 1 a 0, após cruzamento de Bidu pelo lado esquerdo e a infelicidade de Rodrigo Ferreira. No segundo tempo, o Tricolor até tentou, criou duas chances claras nos minutos finais, mas não conseguiu evitar a segunda derrota na segunda divisão do Brasileirão.

O Grêmio volta a campo na segunda-feira da próxima semana (16), às 20h, para enfrentar o Ituano pela 7ª rodada da Série B do Brasileiro, no Estádio Novelli Júnior, em Itu.

Atuação apática e derrota parcial

O técnico Roger Machado optou por quase repetir a mesma equipe que derrotou o CRB na última rodada. O único desfalque foi Nicolas, expulso contra os alagoanos. Diogo Barbosa, naturalmente, foi escolhido para ser o lateral-esquerdo.

Embalado pelo seu torcedor, que lotou a Arena Independência, o Cruzeiro buscou a iniciativa da partida. Na primeira chegada, aos 2 minutos, após jogada de Edu pelo lado direito, Villasanti apareceu dentro da área para afastar o perigo da área gremista. O Grêmio, por sua vez, tentou diminuir o ritmo da partida para segurar o ímpeto dos mineiros, mas não conseguiu. Aos 18, após cruzamento de Bidu pelo lado esquerdo, Luvannor ganhou da defesa gaúcha e cabeceou sobre o gol de Brenno.

Com imensas dificuldades no jogo, o Grêmio finalizou apenas uma vez na direção do gol durante toda a etapa inicial, aos 22 minutos. Após cobrança de falta da esquerda, a zaga cruzeirense cortou e a bola sobrou para Rodrigo Ferreira, que experimentou da entrada da área e o goleiro Rafael fez defesa tranquila. O Cruzeiro respondeu na sequência. Aos 24, Bidu cobrou falta direto para o gol e Brenno espalmou. Na sobra, Jajá finalizou na rede pelo lado de fora. Melhor na partida, a Raposa chegou ao primeiro gol dois minutos depois. Após cruzamento do lado esquerdode Bidu, Rodrigo Ferreira, ao tentar cortar, completou contra o próprio gol, 1 a 0.

Mesmo após marcar o gol, o Cruzeiro seguiu melhor na partida, com chegadas perigosas pelas pontas. Enquanto o Grêmio não conseguiu demonstrar nenhum tipo de reação, com muitas bolas perdidas e erros de passe na construção das jogadas ofensivas. O primeiro tempo não poderia ter terminado de maneira diferente: 1 a 0 para os donos da casa.

Abafa no final não evita revés em Belo Horizonte

Para tentar buscar a reação na etapa final, o técnico Roger Machado voltou do intervalo com uma substituição no meio-campo: a entrada de Gabriel Silva no lugar de Lucas Silva, que foi mal na primeira parte do jogo. Mas foi o Cruzeiro que levou perigo primeiro. Com apenas um minuto, Luvannor desceu pelo lado direito e finalizou cruzado. A bola desviou em Bruno Alves e saiu para escanteio.

O Grêmio adiantou as linhas e passou a ter mais presença ofensiva, mesmo que sem grandes chances criadas. A Raposa, por sua vez, buscava os contragolpes para tentar o segundo gol e liquidar o confronto. Aos 16 minutos, a primeira chegada mais perigosa do Tricolor. Após jogada pelo lado esquerdo, Elias recebeu no bico da grande área e finalizou por cima do gol de Rafael Cabral.

Em busca de melhor mobilidade no ataque para conseguir o empate, Roger Machado fez mais quatro substituições: as entradas de Elkeson, Janderson, Campaz e Ricardinho nos lugares de Diego Souza, Elias, Bitello e Gabriel Teixeira. Porém, pouco surtiu efeito.

No abafa, com o Cruzeiro retraído, os gaúchos criaram duas chances nos minutos finais. Na primeira, aos 45 minutos, com Ricardinho. O camisa 99 recebeu cruzamento de Janderson, mas finalizou muito mal, por cima do gol. Na sequência, aos 46, Campaz concluiu a gol após um bate-rebate dentro da área do Cruzeiro, mas o chute saiu fraco e o goleiro Arthur Cabral ficou com a bola.

Brasileirão Série B – 6ª rodada

Cruzeiro
Rafael Cabral; Zé Ivaldo (Wagner Leonardo), Oliveira e Eduardo Bock; Geovane Jesus (Rômulo), Willian Oliveira, Neto Moura e Matheus Bidu (Rafael Santos); Jajá, Luvannor (Miticov) e Edu (Waguininho). Técnico: Paulo Pezzolano.

Grêmio
Brenno; Rodrigo Ferreira, Pedro Geromel, Bruno Alves e Diogo Barbosa; Villasanti, Lucas Silva (Gabriel Silva), Bitello (Campaz), Elias (Janderson) e Gabriel Teixeira (Ricardinho); Diego Souza (Elkeson). Técnico: Roger Machado.

Gols: Rodrigo Ferreira, contra (26min / 1T)
Cartões amarelos: Zé Ivaldo e Geovane Jesus (C); Lucas Silva e Villasanti (G);
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)
VAR: Vinicius Furlan (SP)
Data e hora: Domingo, às 16h, 8 de maio de 2022
Local: Arena Independência, Belo Horizonte (MG)

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Envie-nos o seu comentário

Publicidade

Últimas Notícias

Declaração ocorre após pressão feita por correligionários para que ex-governador desista de disputar cargo neste ano

Campo de futebol sete do Parque Pôr do Sol passa a levar o seu nome

Acidente ocorreu no km 34 da rodovia, na localidade de Linha Cordilheira

Três carros se envolveram na colisão que vitimou um jovem de 18 anos