Giro do Vale / Destaque / Polícia

Ex-diretor e ex-supervisor da EGR são presos em ação sobre supostas irregularidades em contratos

Operação investiga formação de cartel, superfaturamento e sobrepreço em licitação

Foto: Divulgação / Polícia Civil

O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) da Polícia Civil, em conjunto com o Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS), desencadeou na manhã desta terça-feira, dia 14, a operação Nossa Praça para apurar supostas irregularidades em contratos da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). A ação prendeu um ex-diretor-presidente e um ex-supervisor executivo da estatal.

A ação foi coordenada pela 1ª Delegacia de Combate à Corrupção (1ª Decor), da Divisão Estadual de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro Deic sob comando do delegado Max Otto Ritter. Os agentes cumpriram dois mandados de prisões temporárias e oito mandados de busca e apreensão em Porto Alegre e São Leopoldo.

A investigação da 1ª Decor investiga a formação de cartel, superfaturamento e sobrepreço em licitação da EGR. O trabalho investigativo tem apoio do Ministério Público de Contas do Rio Grande do Sul (MPCRS) e da Contadoria e Auditoria-Geral do Estado (CAGE).

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Envie-nos o seu comentário

Publicidade

Últimas Notícias

As duas vítimas fatais estavam em uma Parati com placa de Cruzeiro do Sul

Estado também terá o avanço de ar frio e seco neste final de semana

Após vitória com autoridade, Colorado é terceiro colocado, com 24 pontos e segue na caça aos líderes da competição

Dois criminosos realizaram o roubo em uma casa na localidade de Linha Travessa