Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter busca empate com Santos na Vila Belmiro e entra no G-6

Em jogo movimentado e com VAR atuante, Colorado viveu momentos de instabilidade, mas chegou ao 1 a 1 com o zagueiro Bruno Méndez

Foto: Ricardo Duarte / Inter

O Inter segue invicto com o técnico Mano Menezes. O Colorado saiu atrás, mas buscou o empate com o Santos por 1 a 1 na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela 10ª rodada do Brasileirão. Com o resultado, a equipe colorada entrou no G-6 da tabela, e ocupa a quinta colocação, com 15 pontos, distante um do Atlético Mineiro, o primeiro time do G4. Na próxima rodada, o adversário será o instável Flamengo, no estádio Beira-Rio, no sábado, às 21h. 

O jogo foi marcado por importantes intervenções do VAR. No primeiro tempo, o árbitro Ramon Abati assinalou penalidade em lance fora da área e foi corrigido. Na cobrança da falta corrigida, o zagueiro Eduardo Bauermann fez o gol, mas o impedimento foi apontado pelo árbitro de vídeo. Na volta do intervalo, foi a vez do Santos. O gol de Lucas Braga foi considerado impedido no campo. No vídeo, a posição regular foi confirmada.

O empate colorado chegou com o zagueiro Bruno Méndez. Ele veio do banco na vaga do lateral Bustos e igualou o marcador aos 25 minutos em chute forte. Desta vez, sem arbitragem tecnológica. Essa pode ter sido a última partida do defensor pelo colorado. O Inter negocia sua contratação definitiva com o Corinthians, por quem ele está emprestado. 

Tecnologia protagonista 

O técnico Mano Menezes apostou no retorno do meia Carlos De Pena na vaga de Dourado, deixando Gabriel como o volante de contenção do Inter. Na vaga do suspenso Wanderson, o meia Pedro Henrique foi o escolhido. David iniciou novamente no comando de ataque. A primeira metade de jogo na Vila Belmiro foi movimentada. Com duas equipes buscando o ataque, cada uma na sua proposta. Logo aos dois minutos, o meia Edenilson cobrou falta e obrigou o goleiro João Paulo a fazer sua boa primeira aparição. Aos 9, o Colorado chegou em troca de passes. O lateral Renê inverteu da esquerda e Pedro Henrique apareceu desviando de carrinho e o arqueiro do Peixe agarrou firme. Os 15 minutos inicias foram do Inter agressivo. Com boa movimentação, o meia Alan Patrick criou chance aos 13 minutos. Ele driblou dois marcadores e soltou uma bomba torta pela linha de fundo. 

A partida mudou de figura a partir dos 20 minutos. Os donos da casa passaram a explorar as laterais e ganharam vantagem em diversos lances. Aos 26, a primeira importante aparição do VAR para impor justiça. O atacante Leo Baptistão foi derrubado por Carlos De Pena na ponta da área, pela direita. O árbitro assinalou a penalidade e foi alertado pelo vídeo de que a falta aconteceu fora da área. Na cobrança, novamente o VAR evitou o pior para o colorado. O zagueiro Eduardo Bauermann entrou livre na direita da área e desviou para o fundo da rede de Daniel. Após alguns minutos de revisão, Ramon Abatti Abel confirmou a condição irregular e o 0 a 0 se manteve no escore. 

O Inter aproveitou o desânimo pelo revés no vídeo para voltar a pressionar o Peixe. Aos 33 minutos, Alan Patrick criou uma bela chance aos 13 minutos. Ele driblou dois marcadores e soltou uma bomba já dentro da área. João Paulo espalmou e evitou o gol. Aos 40 minutos, novamente o goleiro adversário apareceu. Desta vez, o meia abriu para De Pena na esquerda, que finalizou cruzado para defesa de João Paulo. A partida se abriu na reta final e o Santos respondeu. Aos 47 minutos, o goleiro Daniel apareceu bem pela primeira vez. Lucas Pires jogou na área e Leo Baptistão levou a melhor para testar forte e obrigar o arqueiro a bela defesa. 

Bruno Méndez evita derrota

Os times voltaram sem mudanças para a segunda etapa. O Santos, no entanto, alterou sua postura. Os donos da casa passaram a ter mais a posse de bola e trocar passes. Logo, a chance de perigo surgiu. Aos 6 minutos, Zanocelo desviou de cabeça buscando o segundo poste e o zagueiro Maicon se atrapalhou na hora de desviar para o fundo do gol. O Colorado respondeu com Pedro Henrique. Ele recebeu livre na esquerda e soltou a bomba, na rede pelo lado de fora. Aos 11 minutos, o zagueiro Vitão se atrapalhou e quase entregou. A bola ficou nos pés de Léo Baptistão na entrada da área. Ele ajeitou para Angulo, que finalizou em cima de Mercado a chance de abrir o placar.

Vendo que seu time vivia um momento ruim, Mano promoveu as primeiras trocas: Alemão e Bruno Méndez, nas vagas de Alemão e Bustos. A noite era mesmo do VAR na Vila. Em jogada bem trabalhada, o meia Bruninho, que veio do banco, achou lindo passe para Lucas Braga atrás da zaga. Ele passou por Daniel e empurrou no fundo das redes. O árbitro marcou impedimento, no entanto, o VAR revisou e confirmou o tento aos 20 minutos.

Mano promoveu as entradas de Taison e Mauricio nos lugares de Alan Patrick e Edenilson visando buscar a igualdade. As alterações, surtiram efeito imediato. Em uma linda jogada individual, Pedro Henrique passou pela marcação na esquerda, chegou no fundo e cruzou rasteiro. A bola sobrou para Bruno Méndez que chegou soltando a bomba para o fundo das redes. 

O Colorado melhorou depois da igualdade e teve uma boa chance em falta. De Pena cobrou da entrada da área e o goleiro João Paulo estava lá para evitar a virada. Na sequência, Dourado de cabeça também parou no arqueiro. O jogo ganhou em emoção nos últimos minutos. Santos chegou com facilidade dentro da área. Daniel sai do gol e a bola sobra para Lucas Pires livre na área. Ele solta a bomba e Vitão coloca o peito para evitar a bola de entrar. Ela ainda vai na trave e sai pela linha de fundo. A partir dos 35 minutos, o time de Mano Menezes se posicionou mais defensivamente e passou a administrar a igualdade. A intenção era se aproveitar do nervosismo dos donos da casa. No último minuto, ainda deu tempo de Daniel agarrar firme a bola e garantir o empate.

Campeonato Brasileiro – 10ª rodada

Santos 1 
João Paulo; Madson, Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo (Sandry) e Ricardo Gourlat (Lucas Barbosa); Léo Baptistão (Bruno Oliveira), Lucas Braga (Gabriel Pirani) e Angulo (Rwan). Técnico: Fabian Bustos. 

Inter 1 
Daniel; Fabricio Bustos (Bruno Méndez), Vitão, Mercado e Renê; Gabriel, Edenilson (Mauricio), De Pena e Alan Patrick (Taison); Pedro Henrique (Dourado) e David (Alemão). Técnico: Mano Menezes.

Gols: Lucas Braga (20min / 2°T); Bruno Méndez (26min / 2°T)
Cartões amarelos: Edenilson (Inter) Madson e Fernandéz (Santos)
Arbitragem: Ramon Abatti Abel (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC-Fifa) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data e hora: 08/06, quarta-feira, às 19h

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Crime foi registrado no Bairro Vale dos Pinheiros

As duas vítimas fatais estavam em uma Parati com placa de Cruzeiro do Sul

Estado também terá o avanço de ar frio e seco neste final de semana

Após vitória com autoridade, Colorado é terceiro colocado, com 24 pontos e segue na caça aos líderes da competição