Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter vence Goiás fora de casa e segue no compasso dos líderes do Brasileirão

Colorado avança para a terceira colocação, chega a dezesseis jogos de invencibilidade e se consolida na luta pelo topo da tabela

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter comprovou que está embalado no Brasileirão. Com gols de Edenilson e Alan Patrick, o Colorado venceu o Goiás por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no estádio da Serrinha, pela 12ª rodada. O resultado mantém o time de Mano Menezes no compasso dos líderes da Série A: são 16 jogos sem perder, uma terceira colocação e 21 pontos somados. A distância para o líder Palmeiras é de apenas um ponto. Na próxima rodada, o Inter encara o Botafogo, às 18h, no estádio Beira-Rio. 

A vitória colorada, ainda que com placar curto, foi construída com naturalidade. Logo no começo, aos 7 minutos, o meia Edenilson abriu o marcador depois de boa troca de passes. O Goiás chegou ao empate no final da primeira etapa, com Da Silva de cabeça, pelo alto. Na volta da segunda etapa, mais um gol no começo. Alan Patrick surgiu livre na área para empurrar pra o fundo das redes e dar ao Inter sua segunda vitória consecutiva, a terceira nos últimos quatro jogos. 

Vacilo e susto

Sem surpresas, Mano mandou a campo um Inter com Johnny e Moisés, nas vagas do volante Dourado e do lateral Renê, além de promover o retorno de Edenilson ao meio de campo. Jogando em casa, o Goiás ensaiou uma pressão inicial, bastante inicial mesmo. Logo no primeiro minuto, o camisa 10 Elvis, ritmista do meio de campo adversário, cobrou escanteio na trave, a bola desviou em Moisés e o zagueiro Mercado impediu que ela entrasse no gol de Daniel. A partir daí, o controle de jogo foi todo colorado. Quando colocou a bola no chão, avançou até a área goiana com naturalidade. 

A superioridade técnica rapidamente se transformou em gol. Em troca de passes, o meia Alan Patrick esticou para Moisés que cruzou na medida para Edenilson desviar para o fundo das redes do arqueiro Tadeu. A desvantagem no marcador não alterou a postura preferencialmente defensiva dos donos da casa. Assim, o Inter teve mais posse de bola e perambulou pela grande área, faltando o toque de infiltração. Em cruzamentos, o Goiás assustava. Em rebote, o volante Da Silva chegou soltando a bomba e Daniel espalmou bem no canto. Na sequência, novamente pelo alto, o volante Caio Vinicius surgiu pelo meio como elemento surpresa e cabeceou por cima. 

O avançar do relógio viu o protagonismo gaúcho reduzir na partida. Entretanto, quando conseguia articular de pé em pé, as chances sempre apareciam. Em linda troca de passes, o ponta Wanderson tocou para corta-luz de Alan Patrick até a bola chegar em Edenilson. Na devolução, a bola foi forte demais e o goleiro Tadeu recolheu. De tanto apostar em cruzamentos, o Goiás encontrou o sucesso. Em lance simples, Elvis cruzou e Da Silva livre desviou para o fundo das redes aos 40 minutos. O empate provocou uma imediata reação colorada. Aos 49 minutos, Edenilson recebeu no meio de campo com liberdade. Aí, avançou e soltou a bomba para defesa do goleiro Tadeu, que espalmou de manchete e garantiu a igualdade para o vestiário. 

Gol cedo e controle

O Inter voltou sem trocas para o segundo tempo. O que também não mudou foi o cenário de protagonismo. Inclusive, com gol colorado nos primeiros minutos. Wanderson avançou livre pela esquerda, cruzou e achou David na direita. Ele bateu para o meio e Alan Patrick, sem marcação dentro da área, empurrou para o fundo das redes. O Goiás paralisava na competente marcação do Inter e em suas limitações técnicas. 

Aos 17 minutos, quase o segundo do Inter. David recebeu na área, girou e arrumou para Edenilson livre na direita. Ele bateu para o meio e o goleiro Tadeu conseguiu segurar sem dar rebote. Mano Menezes promoveu suas primeiras trocas aos 23 minutos. Alemão, Liziero e Mauricio foram ao campo nas vagas de Alan Patrick, Johnny e David. 

O Inter controlava, ainda que sem a bola, as ações da partida. Aos 35, foi a vez de Wanderson, sempre muito intenso, deixar o gramado para a entrada de Pedro Henrique. O zagueiro Rodrigo Moledo voltou a atuar aos 39 minutos. Regressando de lesão, ele entrou no lugar do lateral Bustos. O Goiás ensaiou uma pressão na reta final, especialmente em cruzamentos, mas a zaga colorada foi suprema diante das tentativas e garantiu o triunfo. 

Campeonato Brasileiro – 12ª rodada

Goiás 2 

Tadeu; Da Silva, Reynaldo (Pedrinho) e Caetano; Diego, Matheus Sales (Auremir), Caio Vinicius (Luan Dias), Danilo Dadá Belmomento, e Elvis; Vinicius e Pedro Raul (Renato Júnior). Técnico: Jair Ventura.

Inter 1

Daniel; Fabricio Bustos (Moledo), Vitão, Mercado e Moisés; Gabriel, Johnny (Liziero), Edenilson e Alan Patrick (Mauricio); Wanderson (Pedro Henrique) e David (Alemão). Técnico: Mano Menezes.

Gols: Edenilson (7min/1°T) Alan Patrick (02min/2°T)  Da Silva (40min/1°T)
Cartões amarelos: Matheus Sales, Reinaldo, Luan Dias e Renato Júnior (Goiás) Moisés, Liziero e Daniel (Inter)
Arbitragem: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos e Lorival Candido das Flores (RN)
VAR: Vinicius Furlan (SP)
Local: Estádio da Serrinha, em Goiânia (GO)
Data e hora: 15/06, quarta-feira, às 20h30min. 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Envie-nos o seu comentário

Publicidade

Últimas Notícias

Crime foi registrado no Bairro Vale dos Pinheiros

As duas vítimas fatais estavam em uma Parati com placa de Cruzeiro do Sul

Estado também terá o avanço de ar frio e seco neste final de semana

Após vitória com autoridade, Colorado é terceiro colocado, com 24 pontos e segue na caça aos líderes da competição