Giro do Vale / Destaque / Saúde

Vale do Taquari fica em bandeira vermelha pela terceira semana consecutiva

Pela primeira vez, Estado tem regiões em bandeira preta no mapa preliminar

Foto: Divulgação

O Vale do Taquari foi classificado pela terceira semana seguida como bandeira vermelha no Modelo de Distanciamento Controlado do Governo do Rio Grande do Sul. A informação foi divulgada no fim da tarde desta sexta-feira, dia 11.

A Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat) não deverá encaminhar recurso para tentar mudar a cor da bandeira para o laranja.

Assim como nas duas últimas semanas, os setores de comércio, indústria e serviços seguem podendo atuar, com restrições de número de funcionários e de atendimento até as 20h. O comércio pode atender com 50% dos trabalhadores. Bares, restaurantes e similares podem atender até as 22h com 50% da lotação.

Sem festas e esportes amadores

Com a bandeira vermelha todos os esportes coletivos amadores seguem proibidos. Outro setor muito afetado é o de eventos. Teatros, auditórios, casas de espetáculos, casas de show, circos e similares, cinemas, feiras e exposições corporativas e comerciais, seminários, congressos, convenções, simpósios e similares, casas de festas, casas de shows, casas noturnas, bares e pubs ou similares (em ambiente fechado, com público em pé), eventos sociais e de entretenimento em ambiente aberto, clubes sociais, esportivos e similares (incluindo quadras) não podem abrir.

Segundo a assessoria de imprensa do Governo do RS, só podem ocorrer atividades nestes setores depois de duas semanas sem bandeira final vermelha ou preta.

A constante redução de leitos de UTI livres e o aumento de casos de contágio e de internação por coronavírus resultaram na primeira identificação de risco epidemiológico altíssimo desde que o modelo do Distanciamento Controlado foi implementado, em maio. As regiões de Bagé e de Pelotas foram classificadas, nesta sexta-feira, na bandeira final preta no mapa preliminar da 32ª rodada.

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Proposta que dá maior autonomia a municípios está sendo debatida com deputados, prefeitos, setores econômicos e especialistas da área de saúde

Esta é a ação com maior número de mortes desde o início dos registros, em 2016

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, os imunizantes serão destinados para a primeira dose

Os corpos das três crianças e duas professoras mortas durante a invasão a creche, foram enterrados nesta quarta-feira, dia 5