Giro do Vale / Saúde

Governo do RS compra e loca equipamentos para abrir mais 183 leitos de UTI nos próximos 15 dias

Secretaria de Saúde irá contar ainda com dez respiradores doados pela empresa JBS

Foto: Divulgação

O governo do Rio Grande do Sul anunciou, nesta quinta-feira, a compra e locação de equipamentos que serão enviados a hospitais e pronto atendimentos de diversos municípios do Estado. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), a abertura de 183 leitos adultos de terapia intensiva, para pacientes com Covid-19, deve ocorrer nos próximos 15 dias. 

A Secretaria irá contar ainda com dez respiradores doados pela empresa JBS e mais 50 anunciados pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira. “Com esse esforço, conseguiremos aumentar ainda mais a rede SUS no Estado para tentar atender todos os pacientes que precisam, neste momento que é o mais crítico da pandemia”, afirmou Lisiane Fagundes, diretora do Departamento de Gestão da Atenção Especializada da SES. 

Rio Grande do Sul está operando com capacidade de acima de 100% desde o início de março. Nesta quinta-feira, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) aponta que a taxa de ocupação de leitos em UT em geral está em 106,5% com 3.288 pacientes em 3.088 leitos de UTI.

Rede ampliada em 137% 

Entre os municípios que irão abrir leitos estão Santo Antônio da Patrulha, Palmeira das Missões, Esteio, Alvorada e Cachoeirinha. De acordo com o governo estadual, a rede SUS no Estado já foi ampliada em 137% desde o início da pandemia – eram 933 leitos e agora são 2.214. Em dezembro do ano passado, o RS tinha expandido a rede de UTI SUS em quase mil leitos, passando a contar com 1.918 leitos. Nos três meses seguintes, até esta quinta, foram abertos mais 296 leitos: 20 janeiro; 131 em fevereiro; e 145 até o dia de hoje. 

O pedido de habilitação dos novos leitos será encaminhado pela Secretaria ao Ministério da Saúde, responsável por conceder e renovar habilitação e pagar as diárias de UTI aos hospitais.

Empréstimo

Em outra frente, a SES, em parceria com o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), implementou um instrumento para intensificar o empréstimo de respiradores, monitores e até de camas entre as instituições de saúde do Estado. Os dirigentes de hospitais devem preencher o formulário e indicar se têm algum tipo de equipamento disponível. De posse dos dados fornecidos, SES e Cosems estão compartilhando as informações e agilizando as trocas.

“Possivelmente ainda há, em alguns hospitais que não têm UTI, equipamentos sem uso que possam ser emprestados a hospitais com UTI, como fez o hospital de Júlio de Castilhos, que cedeu um respirador para Faxinal de Soturno”, disse a secretária da Saúde, Arita Bergmann.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Proposta que dá maior autonomia a municípios está sendo debatida com deputados, prefeitos, setores econômicos e especialistas da área de saúde

Esta é a ação com maior número de mortes desde o início dos registros, em 2016

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, os imunizantes serão destinados para a primeira dose

Os corpos das três crianças e duas professoras mortas durante a invasão a creche, foram enterrados nesta quarta-feira, dia 5