Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter vence o Vitória e fica em vantagem na Copa do Brasil

Thiago Galhardo, de pênalti, marcou o único gol da partida na noite desta quinta-feira, no Barradão, em Salvador

Foto Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter não apresentou grande futebol, mas conquistou um bom resultado na Copa do Brasil, na noite desta quinta-feira, diante do Vitória. Após enfrentar dificuldades na marcação no primeiro tempo, melhorou na etapa final e bateu o adversário por 1 a 0 no jogo de ida da terceira fase, realizado no Barradão, em Salvador. Com o resultado, o Colorado joga por um empate na semana que vem para avançar às oitavas de final da competição. 

O único gol da partida foi marcado no segundo tempo. De pênalti, Thiago Galhardo converteu e garantiu a vantagem do Inter no confronto em 180 minutos diante dos baianos. O jogo de volta entre Inter e Vitória acontece na próxima quinta-feira, às 21h30min, no Beira-Rio. Antes, o Colorado enfrenta o Fortaleza, no domingo, às 16h, na Arena Castelão, em jogo válido pela segunda rodada do Brasileirão.

Inter tem dificuldades para sair jogando

O Inter entrou em campo com uma equipe bastante modificada. No gol, o contestado Marcelo Lomba deu lugar ao jovem Daniel. Já sem Rodinei, a lateral direita foi mais uma vez de Saravia, que retorna à posição voltando de lesão. Na volância, Johnny começou a partida. Os responsáveis por municiar Yuri Alberto na frente foram Caio Vidal e Patrick, que voltou ao time, também recuperado. 

O Vitória começou a partida pressionando dentro de seus domínios. Tanto quando teve a bola nos minutos iniciais, ganhando escanteios em sequência, quanto quando estava sem a posse, adiantando a marcação e forçando erros da defesa do Inter, que sofreu para sair de trás. Por vezes, seus jogadores até chegaram a perder a posse, oferecendo risco ao goleiro Daniel.

A única válvula de escape de um Inter pressionado foi o setor esquerdo, sempre com Edenilson vindo buscar o jogo junto ao volante Johnny. Patrick era o mais acionado, sendo eventualmente acompanhado por Moisés, enquanto a bola mal chegou a Yuri Alberto nos primeiros 20 minutos.

A efetividade na marcação não se convertia em oportunidades para criar. Burocrático do meio pra frente, não conseguia levar risco a Daniel. Na primeira meia hora, o Inter finalizou apenas uma vez. Mas criou a melhor chance aos 35, quando Guilherme cortou para dentro em boa jogada individual e mandou forte de canhota, obrigando o goleiro a espalmar para escanteio. Quatro minutos depois, Edenilson isolou na única boa oportunidade e a partida foi ao intervalo empatada em 0 a 0. 

Galhardo entra e decide vitória no segundo tempo 

Apesar de voltar do intervalo com uma configuração muito parecida, com o Vitória pressionando a saída de jogo, foi o Inter que, aos 5 minutos teve a chance mais clara do jogo. Taison, um dos melhores jogadores em campo do colorado, enfiou bola com muita qualidade para Caio Vidal. Livre, cara a cara, ele chutou em cima do goleiro Ronaldo.

Com Taison ainda mais acionado que no primeiro tempo, o Inter melhorou, e passou a ficar mais com a bola no campo do Vitória. Para tentar manter essa presença ofensiva, Ramírez promoveu troca tripla. Colocou Boschilia, que voltou a campo depois de sete meses, Thiago Galhardo e Maurício. Saíram Edenilson, Yuri Alberto e Patrick.

E saiu justamente de uma dessas alterações a jogada que deu origem ao gol do Inter. Acionado pelo alto, Galhardo fez boa proteçao e ganhou da zaga do Vitória. Ao girar, deslocou a marcação, só sendo parado em um puxão do zagueiro Wallace Reis, prontamente assinalado pelo árbitro. Ele mesmo bateu e, apesar de o goleiro tocar na bola, o chute forte, no alto, estufou as redes do Barradão em 1 a 0 para o Inter.

Por pouco, o Inter não ampliou minutos depois. Taison recebeu no meio, avançou e chutou forte de perna direita. Ela desviou na zaga e matou o goleiro Ronaldo, que só torceu enquanto ela desceu e tocou caprichosamente no travessão, impedindo o primeiro gol do ídolo no retorno ao clube. Apesar do lance perdido, o Inter confirmou a vitória por 1 a 0 e saiu em vantagem na busca por uma vaga nas oitavas da Copa do Brasil. 

Copa do Brasil – Jogo de ida da terceira fase 

Vitória 0

Ronaldo; Raul Prata, Marcelo, Wallace e Pedrinho (Roberto); Gabriel Bispo, Fernando Neto (Cedric), Soares (João Pedro) e Guilherme Santos (Ygor Catatau); Samuel (Samuel Granada) e David. Técnico: Rodrigo Chagas

Inter 1

Daniel; Saravia, Lucas Ribeiro, Cuesta e Moisés; Johnny, Edenilson, Taison, Caio Vidal e Patrick; Yuri Alberto. Técnico: Miguel Ángel Ramírez 

Gol: Thiago Galhardo (28/1T) 

Cartões amarelos: Guilherme Santos e Soares (Vitória); Taison e Lucas Ribeiro (Inter)

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Local: Estádio do Barradão, em Salvador (BA)

Data e hora: 03/06, às 19h

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Este é o menor patamar desde 10 de fevereiro, quando havia 802 pessoas em estado grave no Estado

Geada ainda aparece na maior parte do Estado ao amanhecer

De acordo com o Governo do Estado, são 140.800 doses da Coronavac e 166.140 doses da Pfizer

Um carro da Brigada Militar capotou e policial ficou ferido na ação