Giro do Vale / Destaque / Saúde

Em nova previsão, RS pretende vacinar toda população adulta com a primeira dose, até o dia 7 de setembro

Durante transmissão pela internet, Leite afirmou que nova data é possível se governo federal mantiver regularidade no repasse de doses

Foto: Divulgação

O governador Eduardo Leite (PSDB) anunciou, nesta terça-feira, dia 20, que o Rio Grande do Sul deve concluir a aplicação da primeira dose contra a Covid-19 em todos os adultos no dia 7 de setembro. A data representa uma antecipação de 13 dias em relação ao calendário divulgado anteriormente – que chegava ao fim em 20 de setembro.

Segundo o político, o novo cronograma depende da manutenção no ritmo de envio de imunizantes por parte do Governo Federal. “Eu mesmo, com 36 anos, esperava ser vacinado apenas no início do mês de agosto e já tomei a primeira dose na semana passada”, comemorou o tucano.

Leite foi vacinado em Porto Alegre – onde, hoje, a campanha já abrange todas as pessoas com mais de 33 anos. No interior, o panorama é ainda melhor: em Uruguaiana e São Borja, já são atendidos os moradores com 20 anos; Santana do Livramento, Bagé e Herval reduziram a idade mínima para 18, aplicando doses em todos os adultos. 

Governo premia oito cidades pela agilidade da campanha

Em transmissão nas redes sociais, o governador anunciou as oito cidades contempladas no prêmio “Te Vacina RS”, criado para incentivar as prefeituras a agilizarem a imunização contra a Covid-19. As vencedoras foram definidas a partir do porcentual de cobertura vacinal, tendo sido divididas em quatro categorias por critérios populacionais.

Passo Fundo é a líder entre os municípios com mais de 100 mil habitantes, e recebe R$ 150 mil. O segundo lugar ficou com Uruguaiana, que terá acesso a R$ 100 mil. Entre as que possuem de 50 mil a 100 mil habitantes, foram premiadas as cidades de Santa Rosa (R$ 100 mil) e São Borja (R$ 75 mil).

Tenente Portela (R$ 75 mil) e Arroio do Sal (R$ 50 mil) foram as primeiras colocadas no segmento de municípios de menor porte, que compreende todas as prefeituras entre 50 mil e 10 mil habitantes. Por fim, Vila Flores (R$ 50 mil) e Barra do Rio Azul (R$ 25 mil) levaram a categoria de cidades com menos de 10 mil habitantes.

“Essa é uma forma de podermos reconhecer o mérito, valorizar o merecimento daqueles que estão na ponta, atuando para garantir que todas as doses recebidas sejam aplicadas rapidamente. Cada pessoa que vacina, está protegendo a si e a todos que estão a sua volta. É uma corrida em que todos ganham”, afirma Leite.

A aplicação dos recursos deverá ser em ações na Atenção Primária à Saúde e os municípios contemplados serão obrigados a prestar contas em Relatório de Gestão. A última rodada do prêmio está marcada para o dia 20 de agosto, quando serão distribuídos mais R$ 625 mil – totalizando R$ 1,25 milhão em repasses extraordinários pelo Palácio Piratini.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Envie-nos o seu comentário

Publicidade

Últimas Notícias

Este é o menor patamar desde 10 de fevereiro, quando havia 802 pessoas em estado grave no Estado

Geada ainda aparece na maior parte do Estado ao amanhecer

De acordo com o Governo do Estado, são 140.800 doses da Coronavac e 166.140 doses da Pfizer

Um carro da Brigada Militar capotou e policial ficou ferido na ação