Giro do Vale / Destaque / Saúde

Vale do Taquari segue na bandeira vermelha em nova rodada do Distanciamento Controlado

Nova rodada preliminar foi divulgada na tarde da sexta-feira, dia 4

Foto: Divulgação

O novo mapa preliminar divulgado nesta sexta-feira, dia 4, pelo Governo do Estado classificou a região Covid-19 de Lajeado em bandeira vermelha, ou seja, de alto risco epidemiológico, na 31° rodada do Distanciamento Controlado. O Vale do Taquari registrou a média mais alta desde o começo do modelo, com 2,33. A título de comparação, na semana anterior o resultado havia sido de 1,90. Quase todo o Rio Grande do Sul foi classificado na mesma situação, exceto Taquara e seus oito municípios, que receberam a bandeira laranja (risco médio). Essa foi a única região que apresentou melhora. Cachoeira do Sul e Guaíba, por sua vez, apresentaram índices piores e voltaram a vermelha.

Conforme o Piratini, a  cor predominante do mapa preliminar reforça o alerta emitido há semanas pelo governador Eduardo Leite, devido à mudança do cenário de estabilização para aumento de internações por Covid-19 no Estado, e que foi ampliado por meio de decreto. Publicado na segunda-feira, dia 30, o documento traz medidas válidas por 14 dias, como a suspensão do sistema de cogestão do Distanciamento Controlado, para unificar as restrições e obrigando todos os locais com alto risco epidemiológico a segui-las para conter a contaminação, e alterações em protocolos de bandeira vermelha. “Precisamos reforçar a necessidade de cuidados e reduzir a circulação de pessoas e conter a propagação de coronavírus no RS. Agora, o que queremos é que as pessoas se encontrem menos, em festas e confraternizações, ou mesmo em parques e locais públicos, onde tendem a se cuidar menos. Não é hora de aglomerações. Reduzir contatos é muito importante nesse momento, porque quebramos o ciclo de contágio”, afirmou Leite ao anunciar as medidas.

Para o total do Rio Grande do Sul, houve piora em todos os indicadores. Entre as maiores variações estão o número de casos de Covid-19 ativos (aumento de 20%), os internados em leitos clínicos com Covid-19 registrados nos últimos sete dias (+15%) e os óbitos nos últimos sete dias (+29%).As regiões com maior número de novos registros de hospitalizações na semana, por local de residência do paciente, são Porto Alegre (267), Caxias do Sul (162), Passo Fundo (111), Novo Hamburgo (92), Pelotas (76) e Canoas (73).

Regra 0-0

489 municípios (do total de 497) estão classificados em bandeira vermelha, somando 11,1 milhões de habitantes, o que corresponde a 98% da população gaúcha (total de 11,3 milhões de habitantes). Desses, 193 municípios (930,7 mil habitantes, 8,2% da população gaúcha) podem adotar protocolos de bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.

Até as 6h de domingo, dia 6, municípios e associações ainda podem enviar pedidos de reconsideração ao mapa preliminar para o governo através do formulário https://forms.gle/jX5T1sQA6Djnh5xE8. Depois de analisados pelo Gabinete de Crise na segunda-feira, dia 7, receberão as bandeiras definitivas, vigentes de 8 a 14 de dezembro.

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Com gols de Yuri Alberto, Maurício, Edenílson e Rodinei marcaram os gols que garantiram o Colorado na decisão

Vítima foi identificada como Ivan Paludo. Ele estava sozinho no veículo no momento do acidente

Suspeita é de que ela estaria dormindo em contêiner de lixo, quando foi recolhida e esmagada no caminhão de coleta

Bebidas seriam entregues na Região Metropolitana