Giro do Vale

Giro do Vale

terça-feira, 18 de junho de 2024

Banco Central eleva Selic para 12,25% ao ano, maior alta em mais de 3 anos

Pela terceira vez seguida, o Banco Central reajustou os juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) aumentou na noite desta quarta-feira, dia 21, a taxa Selic em 0,5 ponto percentual, para 12,25% ao ano. O Copom manteve o ritmo do aperto monetário. Na reunião anterior, em dezembro, a taxa também havia sido reajustada em meio ponto.

Com o reajuste, a Selic chega ao maior percentual desde julho de 2011, quando estava em 12,5%, três anos e meio atrás. A taxa é o principal instrumento do Banco Central para manter a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), dentro da meta estabelecida pela equipe econômica. O centro da meta de inflação é de 4,5%, com margem de tolerância de 2 pontos percentuais, podendo variar entre 2,5% (piso da meta) e 6,5% (teto da meta).

Em comunicado, o Copom informou que a decisão levou em conta o cenário macroeconômico e as perspectivas para a inflação. De acordo com o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, o IPCA encerrará 2015 em 6,67%, acima do teto. A projeção deve subir nas próximas semanas por causa dos aumentos da energia, dos combustíveis e da alta de tributos sobre produtos importados anunciados recentemente pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

Embora ajude no controle dos preços, o aumento da taxa Selic prejudica o reaquecimento da economia, que ainda está sob efeito de estímulos do governo, como desonerações e crédito barato.

 

Rádio Gaúcha

Compartilhe:

Ainda não há comentários

Os comentários estão fechados no momento.

Leia também